EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O BuzzFeed assinou um acordo com a Verizon Media para adquirir o HuffPost, passando a se tornar acionista majoritário. A negociação, como relatou o The Wall Street Journal nesta quinta-feira (19), acontecerá por meio de ações. 

O acordo também permitirá a distribuição de conteúdo entre as duas redações. Além disso, as duas empresas deverão trabalhar em conjunto em publicidades e na criação de um novo time voltado para explorar formas de monetização.

publicidade

Na nota, é citado que Jonah Peretti, co-fundador do HuffPost, será responsável pela expansão. Ele também é co-fundador e atual CEO do BuzzFeed. A aquisição é vista como um grande movimento no mercado de jornalismo e mídia digital, tendo em vista a abrangência das companhias envolvidas.

Reprodução

publicidade

Pertti disse que a rede “terá mais usuários, gastando muito mais tempo com nosso conteúdo do que qualquer um de nossos colegas”. Imagem: AOP.Press/Corbis (Getty Images)

Em comunicado, Peretti diz que lembra do crescimento do HuffPost logo nos primeiros anos, e que o BuzzFeed “está fazendo essa aquisição porque acreditamos no futuro do HuffPost e no potencial que ele tem” no cenário de mídia. Ele se disse animado, também, com a parceria com a Verizon Media “e os benefícios mútuos que virão da distribuição de conteúdo entre as propriedades uns dos outros”.

Negociação começou em janeiro

“A estratégia da Verizon Media evoluiu nos últimos dois anos para focar em nossos principais pontos fortes – anúncios, comércio, conteúdo e assinaturas”, afirmou Guru Gowrappan, CEO da Verizon Media. 

De acordo com Gowrappan, a iniciativa da negociação aconteceu no início de 2020, durante a CES (Consumer Electronics Show), em Las Vegas. As empresas, desde então, vinham discutindo os termos do acordo agora concretizado.

Atualmente, o HuffPost não possui uma pessoa ocupando o cargo de editor-chefe, embora o BuzzFeed já esteja procurando um nome. Lydia Polgreen, ex-editora-chefe, deixou a empresa para trabalhar no Gimlet Media em março.

Vale mencionar que a Aol (América Online) adquiriu, em 2011, o Huffing Post por R$ 315 milhões. Em 2015, a Verizon adquiriu a Aol por US$ 4,4 bilhões, e em 2017 o site de notícias passou por uma reformulação de marca liderada por Polgreen, passando a se chamar apenas HuffPost.

Fonte: The Wall Street Journal