EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Um acidente automobilístico grave aconteceu no estado norte-americano do Oregon, na noite do último dia 17. As informações foram compartilhadas no Facebook pelo departamento de polícia local. Segundo as autoridades, a batida foi tão forte que o conjunto da bateria do veículo – um Model 3 da Tesla – se partiu por completo, jogando várias células flamejantes ao ar e atingindo uma casa nas imediações.

Segundo as informações divulgadas, as baterias aterrissaram sobre uma cama e no colo de uma pessoa dentro da casa, causando um pequeno incêndio. O carro, como você já deve ter adivinhado, teve perda total. Já uma roda do veículo foi ejetada com tanta força que atingiu um complexo de apartamentos vizinho, com força suficiente para estourar uma série de canos d’água, inundando os andares inferiores.

publicidade

On 11-17-2020 at approximately 10:18 PM officers responded to a single vehicle crash in the 800 block NW Walnut Blvd. …

Posted by City of Corvallis Police Department on Wednesday, November 18, 2020

publicidade

O motorista escapou do acidente com alguns arranhões e hematomas, e tentou fugir da cena. Capturado pela polícia, foi divulgada a informação de que ele testou positivo para o consumo de maconha, e foi indiciado por estar dirigindo sob a influência de entorpecentes.

A bateria dos automóveis da Tesla Motors são compostas de várias pequenas células, ajustadas em proximidade e afixadas com uma substância adesiva chamada “epóxi”. De acordo com diversos especialistas automobilísticos, o conjunto é extremamente difícil de ser danificado – menos ainda destruído -, o que atesta para a força do impacto do acidente.

Segundo a polícia do condado de Corvallis, em Oregon, o motorista, cujo nome não foi divulgado, dirigia a mais de 165 km/h, e perdeu o controle do automóvel após esbarrar em um poste de luz. Com o descontrole, ele acabou derrubando duas árvores e uma caixa de fusíveis para um telefone público nas proximidades.

Reprodução

Um Tesla Model 3: bateria do automóvel elétrico é extremamente resistente, mas uma pancada mais forte a destruiu em acidente no Oregon, eEUA. Foto: Amanda Voisard/Reuters

Agora, as autoridades pedem que os moradores da região fiquem atentos pois eles podem não ter recolhido todas as células da bateria partida. Eles alertam que esses componentes podem manter-se bem quentes por até 24h, além de dispensar gases tóxicos à inalação humana.

Liderada pelo bilionário Elon Musk, Tesla foi procurada pela imprensa local, mas não teceu comentários.

Fonte: Departamento de Polícia de Corvallis, via Facebook