EnglishPortugueseSpanish

Missão Artemis deve atrasar

Redação 20 de novembro de 2020
publicidade

E, o homem vai ter que esperar mais um pouco para retornar à Lua. Inicialmente previsto para 2024, a primeira missão tripulada ao nosso satélite natural desde a era Apollo enfrenta alguns desafios, principalmente na questão de orçamento.

 
A informação foi divulgada oficialmente esta semana em um relatório da Nasa. Segundo o documento, a Agência Espacial Norte-americana até o momento, já ultrapassou o seu orçamento inicial, e por isso precisaria solicitar mais 28 bilhões de dólares para o governo americano entre 2021 e 2025, para cumprir com o cronograma atual da missão Artemis.
 
Além disso, o relatório indica que a missão deve sofrer um atraso no seu cronograma de fabricação do mega foguete do “Sistema de Lançamento Espacial” e a cápsula da tripulação, a Orion, pela falta de recursos.
 
Originalmente, a data para levar astronautas de volta à Lua era 2028, mas em março de 2019 a Casa Branca ordenou que os planos fossem acelerados. Foi quando a Nasa criou o programa Artemis, que prometia levar a primeira mulher e o próximo homem à Lua até 2024.
 

O partido democrata do recém-eleito presidente Joe Biden declarou que vai apoiar o trabalho da Nasa para retornar à Lua, mas não se comprometeu com a data do atual cronograma, que é 2024.

publicidade