Categoras: CoronavírusVídeos

Vacina de Oxford tem eficácia de até 90%

Resultados preliminares de testes de fase 3, mostraram que a eficácia média da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca é de 70,4%, podendo chegar a até 90%, conforme a dosagem administrada.

Para entender melhor, nos testes, a vacina foi administrada de duas formas diferentes: na primeira delas, os voluntários receberam metade de uma dose e, um mês depois, uma dose completa. Neste grupo, a eficácia foi de 90%. Já nos voluntários que receberam duas doses completas da vacina, a eficácia foi reduzida a 62%. Assim, foi possível obter eficácia média de 70,4%.

A vacina de Oxford é uma das quatro que estão em testes de fase 3 no Brasil. As outras três candidatas em testes no país são as da Pfizer/BioNTech, a CoronaVac, da Sinovac, e a da Johnson & Johnson.

A AstraZeneca pretende ter duzentas milhões de doses prontas até o fim do ano e setecentas milhões de doses até o fim do primeiro trimestre de 2021, em todo o mundo.

Esta post foi modificado pela última vez em 23 de novembro de 2020 18:11

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Fabiana Rolfini