EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Há alguns meses, o TikTok lançou recurso que avisa criadores de conteúdos sobre vídeos com efeitos que podem desencadear a epilepsia fotossensível. Nesta terça (24), a rede social anunciou que este mesmo recurso será ampliado e tornará possível filtrar vídeos com variação de luz. Ao redor do mundo, há pelo menos 65 milhões de pessoas que sofrem com a doença. 

A iniciativa teve a participação de organizações especialistas nos EUA, Canadá, Europa, Japão e Coreia do Sul. Segundo a rede social, o objetivo é “atender às necessidades de todos em nossa comunidade global e nosso objetivo de longo prazo é nos tornarmos a plataforma online mais inclusiva e acessível”.

publicidade

Filtro para conteúdo fotossensível

A nova ferramenta do TikTok permite que os usuários optem por pular todos os vídeos que o sistema rotulou como fotossensíveis. Também, na primeira vez que o internauta encontrar um vídeo com luzes intermitentes, ele poderá aproveitar-se da opção para pular o conteúdo e filtrá-lo no futuro. A ação foi pensada após um feedback profissional das organizações envolvidas.

Cabe lembrar que o novo recurso vem ao encontro da necessidade de o TikTok tentar ‘limpar’ a própria imagem. Nos últimos meses, a rede social viu sua imagem ser manchada com o desafio “Seizure Challenge”, no qual os usuários imitavam ter convulsão enquanto músicas do artista Juice Wrld tocavam ao fundo. O cantor de 21 anos faleceu em 2019 com um ataque epiléptico.

Bloqueio ao alcance dos pais

Recentemente a plataforma lançou outro recurso que oferece mais controle aos usuários dentro da plataforma. A ferramenta de bloqueio permite aos pais ou responsáveis banir termos de pesquisa, usuários e hashtags, bem como controlar quem pode comentar nos vídeos publicados de seus filhos.

publicidade

Reprodução

O TikTok também lançou, no começo do ano, ferramentas que dão mais controle aos pais sobre o que os filhos podem ver e acessar. Créditos: Kovop58/Shutterstock

No começo do ano, a rede social também implementou o Family Pairing, um pacote de funcionalidades que permite aos pais vincularem a própria conta aos dos filhos, implementar limitações de tempo para utilização e desabilitar a caixa de mensagens diretas.

Via: Engadget/TikTok