EnglishPortugueseSpanish

Soldados dos EUA poderão conversar com a “força do pensamento”

Redação 26 de novembro de 2020
publicidade

Após mostrar interesse em ter soldados ciborgues em campo de batalha, agora o Exército dos Estados Unidos pretende desenvolver um sistema de computação que decodifique sinais cerebrais dos soldados. O objetivo é que os homens das Forças Armadas possam conversar durante os conflitos apenas com a força do pensamento.

 
Além disso, a tecnologia poderia auxiliar o guerreiro em possíveis ações de ataque. Segundo Hamid Krim, supervisor do Escritório de Pesquisa do Exército, a intenção é que a tecnologia forneça um feedback aos cérebros do soldados. Ou seja, a tecnologia poderia dar sugestões quanto aos movimentos e ações que eles poderão fazer em um determinado ataque.
 

Para que esta tecnologia seja finalizada e possa ser colocada em prática, o Escritório de Pesquisa do Exército prometeu gastar US$ 6,25 milhões nos próximos cinco anos. Além das Forças Armadas dos EUA, também estão envolvidos no projeto pesquisadores da Califórnia, Nova York, Oxford, entre outros.

publicidade