EnglishPortugueseSpanish

Spotify cai e sofre instabilidade em diversas regiões do mundo

Redação 27 de novembro de 2020
publicidade

Nesta sexta-feira (27), dia de Black Friday, o Spotify caiu e sofreu instabilidade em diversas regiões do mundo. O Brasil também foi afetado, mas a maioria das reclamações vieram de regiões como Estados Unidos e Europa.

Como relatado pelo site Downdetector, que monitora o funcionamento de serviços ao redor do mundo, as reclamações começaram a surgir por volta das 6h da manhã. Então, logo nas primeiras horas do dia, usuários não conseguiam ouvir músicas pelo aplicativo do serviço de streaming. O site do Spotify também sofreu com a instabilidade.

publicidade

Segundo relatos dos próprios usuários, em alguns casos, as músicas começavam a ser reproduzidas mas eram interrompidas poucos segundos depois. Eles informaram, também, que os aplicativos para desktop não estavam funcionando.

Em alguns casos, usuários chegaram a reinstalar o aplicativo numa tentativa de fazê-lo voltar a funcionar – o que, num primeiro momento, não deu certo, pois o problema não estava nos próprios apps, aparentemente.

No Twitter, o Spotify usou suas contas de suporte para acalmar os usuários. Até o momento, a empresa não comentou o que de fato aconteceu. No entanto, por volta das 9h50 de hoje, o perfil @SpotifyCares na rede social informou que “tudo deve estar de volta ao normal agora”.

Ao menos no Brasil, o Spotify já parece ter normalizado o seu funcionamento. A empresa confirmou que o problema estava afetando usuários por volta das 7h, e disse também que estava realizando ajustes para que tudo voltasse ao normal o quanto antes.

publicidade

Às 11h de hoje, o Downdetector mostrava que o serviço ainda passava por instabilidades em algumas regiões da Europa, como na França, Reino Unido e Alemanha. O problema enfrentado pelos usuários é o mesmo: o aplicativo pode iniciar a reprodução das músicas e interromper o streaming logo em seguida.

No início da semana, o Spotify também virou manchete ao ser revelado um banco de dados com cerca de 350 mil logins de acesso ao serviço. Com cerca de 72 GB de tamanho, ele foi identificado por pesquisadores da vpnMentor e não pertencia, de fato, ao serviço. Este caso não tem relação com nenhuma violação aos sistemas do serviço, entretanto.

O que aconteceu, no caso, foi que fraudadores se aproveitaram de vazamentos de dados anteriores para cruzar os dados e encontrar contas disponíveis no serviço. Outro problema, também relacionado, era que o banco de dados estava desprotegido e poderia ser acessado por qualquer pessoa que o encontrasse.

O Spotify entrou em contato com os clientes que podem ter sido afetados por este problema para que eles atualizassem suas senhas de acesso à plataforma.

Em outubro, na divulgação de seus resultados fiscais para o terceiro trimestre de 2020, o Spotify anunciou a marca de 320 milhões de usuários ativos. Destes, 144 milhões são assinantes do serviço. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve um aumento no número de assinantes de 27%.

O Olhar Digital aguarda um posicionamento do Spotify sobre o ocorrido, e a empresa deve divulgar o que ocasionou a falha nas próximas horas. Para ficar por dentro de tudo, é só continuar acompanhando a cobertura do Olhar Digital no nosso site.