EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Na última terça-feira (1º) o Spotify lançou a retrospectiva 2020 para seus usuários – popular análise de fim de ano que mostra quais foram os artistas, músicas, gêneros e podcasts favoritos dos clientes. No entanto, quem acessar seu conjunto de estatísticas vai notar algumas mudanças na forma como os dados são apresentados.

Para começar, pelo celular, apenas usuários da plataforma podem ter acesso à retrospectiva 2020. No entanto, na versão para navegadores, qualquer um pode acessar um conjunto de estatísticas gerais sobre este ano. Elas incluem tendências globais de músicas, incluindo artistas mais ouvidos, três podcasts mais reproduzidos e outras informações sobre popularidade no serviço.

publicidade

Para mostrar como isso funciona, o Spotify compartilhou algumas tendências, como o rapper porto-riquenho Bad Bunny, que conquistou o primeiro lugar com 8,3 bilhões de reproduções em 2020. Os três podcasts mais ouvidos ao longo do ano foram The Joe Rogan Experience, TED Talks Daily e The Daily.

Ainda citando os podcasts, as produções do tipo ganharam bastante destaque na retrospectiva deste ano. Embora essa estatística já estivesse presente nos anos anteriores, ela foi expandido para incluir métricas adicionais, como quantos minutos os usuários gastaram ouvindo podcasts em 2020.

Enquanto isso, a empresa implementou um novo recurso de questionários no aplicativo para a retrospectiva 2020. Aqui, os usuários podem tentar adivinhar quais foram suas estatísticas antes das tendências serem de fato reveladas. Essa novidade permite que os ouvintes brinquem de descobrir quais os principais podcasts ouvidos, artistas mais reproduzidos e quais músicas foram as preferidas. Há ainda a possibilidade de tentar apontar quais novos gêneros foram descobertos no decorrer do ano.

Usuários poderão brincar de adivinhar suas estatísticas antes que sejam reveladas. Foto: Spotify/Reprodução

Publicações ao melhor estilo Stories também estarão presentes. Foi revelado recentemente que a empresa realizava testes de um recurso do tipo. No entanto, até o momento, não tínhamos nenhuma informação sobre sua implementação. Pelo menos até agora. Será possível compartilhar as estatísticas da retrospectiva com seus seguidores por meio da ferramenta.

publicidade

Os usuários premium terão acesso a novos emblemas este ano. Alguns ganharam o “Criador de gostos” se suas playlists tiverem ganho seguidores ao longo do ano. O “Pioneiro” será concedido para quem ouvir músicas recém-lançadas antes que atinjam 50 mil streams. Por fim, “Colecionar” será dado a quem adicionou músicas às suas playlists este ano.

Spotify Retrospectiva 2020
Emblemas serão distribuídos para os usuários premium da plataforma. Foto: Spotify/Reprodução


Junto com a retrospectiva, os usuários terão acesso a três novas listas de reprodução personalizadas. Como sempre, a primeira compila todas as faixas favoritas dos usuários ao longo do ano. A segunda é composta de músicas que foram populares em 2020, mas que você, por algum motivo, não ouviu. Por fim, como uma implementação exclusiva dos Estados Unidos, Reino Unido, Irlanda, Austrália, Nova Zelândia e Canadá, uma terceira lista apresentará uma mistura de todos os artistas mais ouvidos em 2020.

Por fim, como sempre ocorre, a retrospectiva do Spotify é um evento. Por isso, é bastante comum ver compartilhamento das tendências em redes sociais. Para ajudar nisso, a empresa liberou a possibilidade de personalizar o cartão de compartilhamento escolhendo quatro opções de cores antes que sejam publicados nas principais redes sociais.

Vale lembrar que a retrospectiva 2020 dos usuários do Spotify já está disponível para quem utiliza o serviço em dispositivos móveis (Android e iOS). Para isso, basta entrar no aplicativo do serviço e procurar pela imagem que indica as estatísticas.