EnglishPortugueseSpanish

Esta quinta-feira (10) marca o lançamento do aguardado Cyberpunk 2077. Mas se você sofre de epilepsia ou algum distúrbio convulsivo com gatilhos fotossensíveis, deverá ter cuidado ao jogar o game. Usuários relataram ataques durante a jornada em Night City, e principalmente, durante os episódios de Braindance.

O assunto foi levantado no artigo “Cyberpunk 2077 Epileptic PSA”, escrito por Liana Ruppert e publicado no site Game Informer. Segundo Liana, que sofre com epilepsia há alguns anos, o jogo despertou um grave ataque e ainda a levou ao início de outros, por várias vezes.

publicidade

A jornalista confessou que decidiu continuar jogando, que muitas vezes a sede pelo jogo é muito maior, mas não incentivou outras pessoas a fazerem o mesmo.

Braindance

Ainda de acordo com o artigo, o episódio mais grave de ataque epilético que Liana sofreu durante o jogo ocorreu em meio a um Braindance. Esta parte de Cyberpunk 2077 permite que o personagem viaje e interaja com memórias de outros atores, muitas vezes já mortos. Para isso, um fone de ouvido que emite luzes piscantes vermelhas e brancas entra em cena.

Nesse sentido, há dois grandes problemas: o primeiro é que pessoas fotossensíveis podem ter ataques desencadeados por luzes que pisquem de forma contínua ou descontrolada.

publicidade

O segundo ponto a ser abordado é o modo escolhido para levar ao Braindance. O fone que aparece no jogo, bem como as luzes que emite, são idênticos a um equipamento utilizado por médicos para gerar um ataque epilético para fins de diagnóstico.

Luzes piscantes podem acionar cérebro e gerar ataques epiléticos. Créditos: Kateryna Kon/Shutterstock

Coincidência ou não, os jogadores fotossensíveis devem evitar esta parte do jogo se decidirem continuar com a experiência, segundo Liana. Assim sendo, ela aconselha fechar os olhos ou desviar a visão quando o Braindance começar. Igualmente, outros cenários de Cyberpunk 2077, como bares e clubes também podem ser armadilhas para pessoas com epilepsia.

O que dizem os desenvolvedores de Cyberpunk 2077

Os desenvolvedores do Cyberpunk 2077, o estúdio polonês CD Projekt Red, afirmam estarem investigando o caso para aplicar soluções a este aspecto do game. Ainda assim, eles destacam que um aviso sobre possíveis geradores de ataques foi colocado no Contrato de Licença do Usuário Final, mas admitiram que um aviso no próprio jogo também é necessário.

Via: The Next Web