EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A SpaceX vai receber, ao longo dos próximos 10 anos, um baita “empurrãozinho” da Agência Federal de Telecomunicações dos EUA (FCC), para concluir o projeto Starlink, sistema de internet banda larga via satélites.

O valor faz parte de um fundo de US$ 9,2 bilhões do órgão federal, destinado a empresas empenhadas em levar conexão de alta velocidade às áreas rurais dos Estados Unidos.

publicidade

Para garantir o recebimento da verba durante o período estabelecido, a companhia terá algumas metas a cumprir, como assegurar cobertura da conexão a 35 localidades e cobrar preços condizentes com planos de banda larga via cabo ou fibra ótica.

terminal de starlink da SpaceX
Terminais da Starlink custam cerca de US$ 660. Crédito: darkpenguin22/Reddit

Até o momento, a SpaceX já lançou 900 dos 12 mil dispositivos necessários, tendo até realizado um “beta público” com convidados, no início de novembro. Os usuários relataram que a velocidade de acesso no mês em questão superou os 150 Mbps prometidos pela Starlink, com um “recordista” chegando a 205 Mbps.

Além da SpaceX, outras entidades também receberão a verba federal, entre elas a operadora LTD Broadband, a fornecedora de serviços a cabo Charter Communications e a Rural Electric Cooperative Consortium.

SpaceX: Internet no campo

De acordo com uma pesquisa realizada pela Microsoft em 2018, cerca de 163 milhões de americanos não tem acesso à internet banda larga, um problema que aflige principalmente moradores de áreas rurais.

publicidade

Há a expectativa de que a gestão do presidente Joe Biden invista pesado na redução destas estatísticas, contando inclusive com a Starlink para ajudar a manter a população destas regiões conectada durante a pandemia de Covid-19.

Fontes: The Verge/The Washington Post