EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Apesar de controvérsias causadas por bugs e a possibilidade de ataques epilépticos, a CD Projekt Red tem motivos para comemorar. Segundo a empresa, 8 milhões de cópias de seu novo jogo, ‘Cyberpunk 2077’, foram vendidas na pré-venda, antes de seu lançamento em múltiplas plataformas nesta quinta-feira (10).

A empresa postou a informação em uma conta do Twitter com informações para os investidores. Em um segundo post, ela detalhou a proporção das vendas: 59% das cópias foram para o PC, e 41% para consoles.

publicidade

Ou seja, foram 4,72 milhões de cópias do jogo nos PCs antes mesmo do primeiro dia de vendas. Isso coloca ‘Cyberpunk 2077’ à frente de ‘World of Warcraft: Shadowlands’, expansão do MMORPG da Blizzard que dias antes havia estabelecido um recorde com 3,7 milhões de cópias no primeiro dia de vendas.

Segundo o Gamepur, 74% das cópias de Cyberpunk 2077 foram vendidas de forma digital, que dão à CD Projekt Red uma margem de lucro muito maior. O lucro sobre uma cópia física é de 55%, enquanto em plataformas digitais pode variar de 70% (lojas do Xbox, PlayStation e Steam) a 95% (GoG).

Até 30 de setembro deste ano, a empresa gastou US$ 135 milhões (R$ 682 milhões) no desenvolvimento do jogo, que começou em 2016, não contando as despesas com marketing. O lançamento foi adiado três vezes, com o anúncio do adiamento mais recente gerando ameaças de morte dos jogadores contra os desenvolvedores.

publicidade

No dia do lançamento, a plataforma Steam registrou mais de 1 milhão de pessoas jogando ‘Cyberpunk 2077’ simultaneamente, um novo recorde para um jogo que ainda não tem um modo multiplayer. Os reviews são positivos, apesar de numerosas reclamações quanto a bugs e desempenho, tanto no PC quanto nos consoles. A CD Projekt Red afirma que eles serão corrigidos com atualizações, nas quais já está trabalhando.