Já estão disponíveis na loja brasileira da Apple os primeiros dos novos Macs com processador M1, os primeiros com a arquitetura ARM, substituindo os processadores da Intel, com tecnologia x86. Os modelos MacBook Pro, MacBook Air e Mac Mini variam entre R$ 8.699 e R$ 19.799 na loja online da Apple e podem ser divididos em até 12 vezes.

O M1 é um system-on-chip, reunindo vários componentes que normalmente seriam espalhados pela placa-mãe. A peça inclui a CPU, a placa gráfica, memória e o Neural Engine, dedicado a inteligência artificial. Tudo isso utilizando um processo de 5 nanômetros, que proporciona mais desempenho e economia de energia.

publicidade

Entre os novos Macs, um dos destaques é o MacBook Pro com processador M1 só está disponível na versão com tela de 13 polegadas, em duas opções: 256 GB (R$ 17.299) e 512 GB (R$ 19.799). O notebook também é ofertado com processador Intel, mas o patamar de preços sobe consideravelmente, com modelos a partir de R$ 23.899 até R$ 35.299.

O MacBook Air de 13 polegadas pode vir em duas configurações, com chip M1 de oito núcleos,  GPU de sete núcleos e armazenamento de 256 GB (R$ 12.999) ou GPU de oito núcleos e 512 GB de armazenamento (R$ 16.099). Já no Mac Mini, a configuração é a mesma – processador M1 de oito núcleos e GPU de oito núcleos – e só muda a capacidade de armazenamento: 256 GB (R$ 8.699) e 512 GB (R$ 11.199). A opção com chip Intel Core i5 custa R$ 13.699.

MacBook Air e seu novo Magic Keyboard, com mecanismo scissor redesenhado para oferecer uma distância de ativação de 1 mm e aumentar o conforto e a estabilidade ao digitar. Imagem: Apple/Divulgação

Desempenho dos novos Macs impressiona

O M1 é apenas o primeiro chip com a tecnologia Apple Silicon, e a empresa promete outros modelos que devem ser aplicados a diferentes produtos. O componente conta com 8 núcleos de processamento, sendo quatro deles, descritos pela Apple como os núcleos de CPU mais rápidos do mundo, dedicados a tarefas que exigem alto desempenho e quatro mais econômicos, que são usados para ações menos exigentes, evitando desperdício de bateria.

Testes de desempenho dos novos processadores mostraram que o novo MacBook Air (chamado pela Apple de MacBook Air 10,1) single core, que rodando a 3,2 GHz é 35% mais potente do que um iMac “Mid 2020″ equipado com um processador Intel Core i7 de 10ª geração com 8 núcleos rodando a 3,8 GHz.

Nos testes Multi Core o Intel Core i7 do iMac ainda leva vantagem, mas a diferença é de apenas 7% contra MacBook Air. Em termos de desempenho gráfico, o novo chip se mostrou superior às placas concorrentes. No teste Manhattan 3.1.1 rodando a 1440p, a AMD Radeon RX 560 conseguiu 101,4 quadros por segundo, a Nvidia GeForce 1050 Ti chegou a 127,4 quadros por segundo e o M1 atingiu 130,9 quadros por segundo.