EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Em testes desde maio, o Collab, novo aplicativo do Facebook para criações de vídeos musicais colaborativos, já está disponível na App Store. O lançamento da ferramenta foi anunciado nesta segunda-feira (14), mas por ora, apenas usuários iOS dos Estados Unidos poderão baixar o app.

Desenvolvido pelo grupo interno de pesquisa e desenvolvimento do Facebook (NPE Team), o Collab é anunciado em um momento crítico para o setor cultural. A interrupção de shows em decorrência da pandemia do coronavírus afastou diversos artistas de seus fãs. E é esta conexão que a ferramenta busca fortalecer.

publicidade

No aplicativo, uma “collab” consiste em uma seleção de três vídeos de 15 segundos, empilhados entre si, reproduzidos em sincronia. É possível criar um vídeo juntando participações de um cantor, um guitarrista e um baterista, por exemplo.

A boa notícia é que você pode encontrar seus parceiros musicais na própria plataforma. Da mesma forma que collabs serão apresentadas para você ingressar nos projetos, será possível criar o seu próprio vídeo e disponibilizar a entrada de novos integrantes.

Sucesso no aplicativo

O artista indie Morgxn foi um dos participantes do período experimental da plataforma desde o primeiro semestre. Dispensado pela sua gravadora com o início da quarentena, ele decidiu lançar sua música “Wonder” no Collab, solicitando a ajuda de fãs para a criação do vídeo.

O resultado foi surpreendente. Hoje, sua música possui mais de 43 milhões de reproduções, graças ao Collab. “Se algo surgiu neste ano, onde tudo meio que desmoronou, foi eu ter me inspirado para encontrar novas maneiras de fazer tudo. Foi assim que acabei no Collab e estou animado”, afirmou Morgxn.

publicidade

Melhorias

Durante a sua versão beta, o Facebook fez alguns aprimoramentos nos recursos de sincronização de áudio da plataforma e em outros aspectos técnicos.

O Collab vai lidar com as complexidades de sincronização de áudio e vídeo, oferecendo uma ferramenta capaz de realinhar clipes fora de harmonia.

O Facebook também testou diversos headsets e configurações de hardware para ampliar a variedade de configurações diferentes com a plataforma.

Com isso, os usuários poderão utilizar interfaces de áudio externas para captar a gravação de teclados, guitarras, dentre outros instrumentos.

Banner do aplicativo Collab
Por ora, aplicativo está disponível apenas na App Store para usuários dos Estados Unidos. Foto: Facebook/Divulgação

Concorrente do TikTok?

Apesar de a plataforma focar nas produções musicais, a mecânica do Collab pode permitir outros segmentos no futuro, como entretenimento ou dança.

Todos os vídeos produzidos poderão ser exportados e compartilhados em outras redes e até fazer parte dos Stories do Instagram de usuários. Isso deve travar uma disputa com a TikTok, que cresceu sob o molde de vídeos curtos na internet.

Contudo, o objetivo principal — por ora — continua sendo focado na música, segundo a líder de produto da Collab, Brittany Mennuti.

Ainda não se sabe quando a plataforma será liberada para outras regiões e para dispositivos Android. A outra dúvida consiste no futuro da plataforma. Não se sabe se ela seguirá de forma independente ou se será incorporada ao Facebook.

Via: TechCrunch