A Electronic Arts (EA) anunciou que fechou um acordo para aquisição da desenvolvedora inglesa Codemasters, atualmente mais conhecida por jogos de corrida de séries como TOCA, D.I.R.T e Grid. O negócio é avaliado em US$ 1,2 bilhão (R$ 6,1 bilhões) em dinheiro vivo, ou US$ 7,98 (R$ 40,79) por ação da Codemasters.

A notícia é uma surpresa, já que a Take-Two Interactive havia feito no mês passado uma oferta de US$ 973 milhões, cerca de R$ 4,9 bilhões. A oferta da Take-Two, que a Codemasters havia recomendado que seus acionistas aceitassem, incluía uma mistura de dinheiro e ações.

publicidade

A diretoria executiva da Codemasters, incluindo o CEO e CFO, permanecerá na empresa durante a transição para a EA. O negócio deve ser concluído até o final de março de 2021.

Segundo Gerhard Florin, Chairman da Codemasters, a empresa irá “se beneficiar do conhecimento, recursos e escala global da EA – tanto no geral quanto especificamente no setor de jogos de corrida”.

Ainda não se sabe se a Take-Two Interactive irá fazer uma contra-oferta.

Lançado em 1986, BMX Simulator foi um dos primeiros grandes sucessos da Codemasters

Quem é a Codemasters?

Fundada em 1986 na Inglaterra pelos irmãos Richard e David Darling, quando tinham 16 e 17 anos, a Codemasters é uma das desenvolvedoras de games que nasceu do boom da computação pessoal no Reino Unido na década de 80, junto com empresas como a Ultimate Play the Game (que mais tarde se tornou a Rare), Psygnosis e os Irmãos Oliver, entre muitas outras.

A Codemasters é baseada em Warwickshire, na região central da Inglaterra, e atualmente tem 700 funcionários. Créditos: Shutterstock

Inicialmente seus títulos eram publicados em fitas cassete em versões para os computadores pessoais mais populares da época, como o ZX Spectrum, Amstrad CPC e Commodore 64.

Seu envolvimento com jogos de corrida começou em 1997 com o lançamento de TOCA Touring Car Championship, para Windows, seguindo de Collin McRae Rally, para Windows, PlayStation e Gameboy Color, no ano seguinte.

A empresa é baseada em Warwickshire, na região central da Inglaterra, e atualmente tem 700 funcionários.