A empresa norte-americana Rocket Lab lançou com sucesso nesta terça-feira, o satélite-radar StriX-α, da startup japonesa Synspective.


O satélite lançado será usado para gerar imagens da Terra, com o benefício de conseguir “enxergar” através de nuvens, em condições climáticas desfavoráveis e em qualquer condição de iluminação. Ele é o primeiro de uma constelação de 30 satélites que a startup japonesa Synspective quer colocar em órbita até o final de 2021. O equipamento foi lançado pelo foguete Electron em sua 17ª missão.

publicidade


Ao conseguir lançar o StriX-α com sucesso, a Rocket Lab encerra 2020 de forma positiva, após amargar um insucesso em uma missão realizada em julho. Na ocasião, o foguete Electron, criado para ser parcialmente reutilizável, apresentou falhas durante a queima do segundo estágio. Após investigação, a empresa explicou que o problema foi causado por uma conexão elétrica defeituosa.