O segredo aqui é o custo-benefício. Uma experiência premium num aparelho um pouco mais em conta. A categoria dos smartphones “intermediários premium” é uma das mais populares no Brasil, justamente por essa versatilidade. Confira os melhores celulares de 2020 abaixo.

Esses são os dispositivos mais recomendados, por exemplo, para ficar de olho em uma promoção – e elas devem vir logo após as festas de fim de ano. Aqui estão os melhores celulares até R$ 2.500 lançados em 2020:

publicidade

Samsung Galaxy M51

Samsung Galaxy M51
Galaxy M51. Imagem: Samsung/Divulgação

Para abrir a lista dos melhores celulares de 2020, a primeira característica a chamar a atenção no Galaxy M51 é a sua bateria: 7.000 mAh, com carregamento rápido de 25W. Mas o aparelho vai além disso. O aparelho possui tela FHD+ Super AMOLED de 6,7 polegadas com um recorte central abrigando a câmera selfie de 32 MP. Quanto ao conjunto de sensores traseiros, há um sensor principal de 64 MP, uma câmera ultra grande angular de 12 MP, um sensor de profundidade de 5 MP e um macro de 5 MP.

O modelo ainda conta com 6 GB de RAM, 128 GB de armazenamento e comporta cartão microSD de até 512 GB. O chipset não foi revelado, mas é provável que seja um Qualcomm Snapdragon 730.

No seu lançamento, o Galaxy M51 já custou R$ 3.499, mas agora pode ser encontrado a R$ 2.199.

Motorola One Fusion

motorola-one-fusion_Deep-Sapphire_COMBO-1-2.png
Motorola One Fusion. Imagem: Motorola/Divulgação

Lançado inicialmente em junho, o Motorola One Fusion ganhou uma versão turbinada em agosto, com mais espaço de armazenamento e memória RAM. O aparelho conta com 4 GB de RAM, 128 GB de armazenamento interno e um processador Snapdragon 710 da Qualcomm.

O One Fusion tem um sistema de câmera quádrupla com sensor principal de 48 MP e tecnologia Quad Pixel, uma câmera Macro para capturar pequenos detalhes, um sensor de profundidade e uma lente ultra-wide de 118°, para um enquadramento até quatro vezes maior. Sua bateria de 5.000 mAh promete aguentar “dias de duração” com uma única carga.

O smartphone tem preço sugerido de R$ 1.599.

Poco X3

Pocophone/Divulgação
Poco X3 em duas opções de cor: Shadow Gray (cinza) e Cobalt Blue (azul). Imagem: Pocophone/Divulgação

Recordista de vendas na Aliexpress em seu lançamento no início de setembro, o Poco X3 chegou ao Brasil com foco no mercado gamer. O aparelho se destaca pelo processador Snapdragon 732G e tela de 6,67 polegadas Full HD com 120 Hz de taxa de renovação de quadros. 

A GPU possui tecnologia octa-core KryoTM 470 e GPU Adreno 618 Elite Gaming, que promete processamento rápido de um bilhão de tons de cor. Na bateria, uma célula de 5.160 mAh com 33W de recarga promete um “gás” mais rápido para que você tenha energia para passar o dia.

O aparelho da Pocophone, uma subsidiária da Xiaomi, tem como grande atrativo ainda o suporte à tecnologia NFC (Near Field Communication, ou troca de dados por aproximação). O sucessor direto do bem-sucedido PocoX2 conta com 6 GB de memória RAM e versões em 64 GB (R$ 2.999) ou 128 GB (R$ 3.299).

Samsung Galaxy Note 10 Lite

Galaxy Note 10 Lite. Imagem: Samsung/Divulgação

Nem tinha pandemia de Covid-19 quando a Samsung lançou a versão mais em conta do seu “computador de bolso”. Assim como seu irmão maior, o Note 10 Lite possui uma configuração de respeito e acompanha a S Pen e suas funcionalidades, e é um dos melhores celulares de 2020.

O dispositivo conta com tela Super AMOLED de 6,7 polegadas com resolução 2400×1080 e design Infinity O, com um furo no painel para abrigar a câmera frontal. A bateria é de 4.500 mAh, e o smartphone vem com opções de 6 e 8 GB de memória RAM, com 128 GB de armazenamento interno.

O Note 10 utiliza um processador Exynos 8895, desenvolvido pela própria Samsung. Na traseira, três sensores de 12 megapixels, mas cada lente tem sua função: uma lente ultra-wide com abertura f/2.2, uma grande-angular com tecnologia dual-pixel, estabilização óptico e abertura f/1.7 e finalmente uma telefoto, também com estabilização óptica, e abertura f/2.4.

No seu lançamento, o Galaxy Note 10 Lite custou R$ 3.799, mas agora pode ser encontrado a R$ 2.299.

Xiaomi Redmi Note 9S

Redmi Note 9S. Imagem: Xiaomi/Divulgação

No Brasil, o Redmi Note 9 Pro foi rebatizado para Redmi Note 9S, um smartphone com tela de 6,67 polegadas Full HD+, processador Snapdragon 720G, memória RAM de 4 GB ou 6 GB armazenamento interno de 64 GB ou 128 GB.

Na traseira, quatro câmeras: uma principal de 48 megapixels, uma grande angular de 8 megapixels, uma macro de 5 megapixels e um sensor de profundidade de 2 megapixels. A câmera frontal tem 16 megapixels. A bateria do Redmi Note 9S é de 5.020 mAh e inclui carregamento rápido de 18W.

A versão mais potente, com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, custa R$ 1.929.

Motorola Moto G9 Plus

Moto G9 Plus. Imagem: Motorola/Divulgação

Para fechar a lista dos melhores celulares de 2020, a linha “boa e barata” da Motorola continua boa, só não é mais tão barata. Com 128 GB de armazenamento, 4 Gb de RAM, processador Qualcomm Snapdragon 730G e bateria de 5.000 mAh, o Moto G9 Plus é um dos modelos mais avançados da sua linha.

O sistema quádruplo de câmeras possui sensor principal de 64 MP, uma lente ultra-wide de 8 MP, uma lente macro de 2 MP e um sensor de profundidade também com 2 MP. O intermediário da Motorola possui uma das maiores telas da marca: 6,81 polegadas com resolução de 2400 x 1080. O celular tem suporte para conectividade LTE 4G e Bluetooth 5.0, além de entrada de cartão microSD.

O Moto G9 Plus pode ser encontrado por R$ R$ 2.199.