EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A faixa dos celulares intermediários é a mais disputada do mercado. Aqui se ganha no volume, e todas as fabricantes querem o maior pedaço do bolo. Mesmo com a crise causada pela pandemia de Covid-19, aparelhos com valor entre R$ 1,1 mil e R$ 2 mil registraram um crescimento de 12% nas vendas no segundo trimestre de 2020, de acordo com o IDC. Confira abaixo os melhores celulares intermediários de 2020.

“Eles (fabricantes) fazem uma leitura do atual comportamento do consumidor que busca por melhoria na câmera, tela e mais memória. Isso eleva o tíquete médio do produto. E o consumidor está disposto a pagar mais por um produto que não está no low-end, mas está na faixa de preço acima”, explica o analista de pesquisa de aparelhos para o consumidor da IDC, Renato Meireles.

publicidade

Aparelhos nessa faixa representam 36% dos smartphones brasileiros. Com os dispositivos a partir de R$ 700, o segmento soma 70% da base de usuários do País. Separamos aqui alguns dos principais celulares intermediários de 2020 para você conferir:

Motorola Moto G8 Power Lite

Moto G8 Power Lite. Imagem: Motorola/Divulgação

Este aparelho é uma variação mais acessível do G8 Power, lançado no início de 2020. Como indica o nome, a principal característica deste celular intermediário é a bateria de 5.000 mAh, que, acompanhada das configurações modestas, garantem boa autonomia. A Motorola promete dois dias de uso com uma recarga completa.

O Moto G8 Power Lite conta com tripla de câmera traseira: lente principal de 16 MP, uma macro de 2 MP e um terceiro sensor de 2 MP que tem como função entender a profundidade da cena, para criar efeitos de desfoque do plano de fundo melhores. Por dentro, um processador MediaTek Helio P35, com oito núcleos operando na frequência de 2,3 GHz, e 4 GB de memória RAM, O armazenamento interno é de 64 GB, com entrada para cartão microSD de até 256 GB.

Na loja oficial da Motorola, o aparelho custa R$ 1.299.

publicidade

Samsung Galaxy A21s

Galaxy A21s. Imagem: Samsung/Divulgação

Lançado por aqui em junho de 2020, junto com outro aparelho da linha A, o Galaxy A11, esse modelo segue o espírito da família de celulares intermediários: recursos premium num smartphone mais barato. O Galaxy A21s possui display de 6,5 polegadas com borda infinita e sensor de impressão digital na parte traseira. Além disso, há a presença de um sistema de reconhecimento facial.

A câmera principal tem 48 MP, com outros três sensores: um ultra-wide com 8 MP, macro de 2 MP e ToF de 2 MP. A câmera frontal é de 13 MP.  O Galaxy A21s sai de fábrica com Exynos 850, 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno também com possibilidade de expansão. A bateria de 5.000 mAh suporta carregamento rápido de 15W.

Inicialmente custando R$ 1.999, o aparelho já pode ser encontrado a R$ 1.699.

Xiaomi Redmi Note 9

Redmi Note 9. Imagem: Xiaomi/Divulgação

Lançado em abril, o Redmi Note 9 possui tela IPS de 6,53 polegadas com resolução Full HD+ e um recorte no canto superior esquerdo para abrigar uma câmera de selfie com 13 MP. Na parte traseira, ao aparelho possui configuração quadrupla de câmeras, com o sensor principal possuindo 48 MP, seguido por uma lente ultra-wide de 8 MP e dois disparadores de 2 MP – um para fotos macro e outro para profundidade. Logo abaixo das câmeras, encontra-se o sensor de impressão digital.

Internamente, o Note 9 possui um processador MediaTek Helio G85 octa-core de 2,0 GHz. Há variantes com 3 GB/ 4 GB de RAM e 64 GB/ 128 GB de armazenamento – que é expansível por cartão microSD. A bateria do modelo é de 5.020 mAh e há suporte a um sistema de carregamento rápido de 18W. O aparelho roda o sistema Android 10.

O Redmi Note 9 custa R$1.799 e é um dos bons celulares intermediários de 2020.

Motorola Moto G9 Play

Moto G9 Play. Imagem: Motorola/Divulgação

Mais um da família G da Motorola, o Moto G9 Play é a versão global do Moto G9 lançado na Índia. A bateria de 5000 mAh é um dos destaques, com velocidade de carregamento de 20 watts. O smartphone tem 4 GB de RAM e 64 GB de capacidade, mas tem entrada para cartões microSD (compartilhada). Por dentro, um processador Snapdragon 662 com a GPU Adreno 610.

A câmera de 48 MP conta com tecnologia Quad Pixel, que junta quatro pixels em um, e assim, a foto final fica com 12 MP. Além disso, o conjunto triplo tem duas outras câmeras de 2 MP com abertura F/2.4, uma macro e um sensor de profundidade. A tela LCD TFT IPS de 6,5 polegadas tem resolução HD+ (1600 x 720 pixels) e uma proporção 20:9. A câmera frontal de 8 MP fica em um notch em formato de gota.

O Moto G9 Play custa R$ 1.599 na loja oficial da Motorola, mas pode ser encontrado por menos no varejo.

LG K62

LG K62. Imagem: LG/Divulgação

O celular intermediário da nova linha de 2020 LG traz uma tela LCD de 6,6 polegadas com resolução HD+, processador octa-core Mediatek Helio P35 MT6765 com frequências de até 2.3 GHz, 4 GB de memória RAM, 64 GB de espaço de armazenamento.

Para fotos, o LG K62 conta com um sensor principal de 48 megapixels, uma lente “Super Grande Angular” de 5 megapixels, uma câmera para retrato de 2 megapixels, outra macro também de 2 megapixels e a de selfies com 13 megapixels.

O seu preço de lançamento foi R$ 1.799, mas é facilmente encontrado por R$ 1.399.