Pela primeira vez na história, um sistema de inteligência artificial ajudou a controlar uma aeronave militar nos Estados Unidos. Foi durante um voo de teste em 15 de dezembro, em que o algoritmo ARTUµ atuou como copiloto a bordo do avião de espionagem U-2 Dragon Lady.

Enquanto o piloto controlava a aeronave, o sistema de inteligência artificial ficou responsável por comandar os sensores e a navegação tática do avião. Além disso, ele também teve a missão de encontrar mísseis inimigos enquanto o piloto localizava aeronaves ameaçadoras.

publicidade

Treinado pela Força Aérea a partir de mais de meio milhão de interações simuladas, o ARTUµ é uma versão modificada do algoritmo de código aberto µZero. Esse sistema é normalmente usado para derrotar humanos em jogos de tabuleiro.