EnglishPortugueseSpanish

Reação alérgica à vacina da Pfizer atinge seis pacientes nos EUA

Redação 21 de dezembro de 2020
publicidade

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, o CDC, informou que a vacina contra a covid-19 criada pela Pfizer em parceria com a BioNTech causou reação alérgica grave em seis pessoas no país. Os indivíduos apresentaram anafilaxia depois de receberem o fármaco.

Até sexta-feira passada, 112.807 pessoas haviam sido vacinadas com a fórmula nos Estados Unidos. Os seis casos de alergia grave representam aproximadamente 0,005% do total. Além deles, 3.150 vacinados, cerca de 2,8% do total, relataram o aparecimento de sintomas. A maioria deles nãorequereu cuidados especiais nem internação, mas o CDC acompanha os casos para obter mais informações.

publicidade

Além disso, o órgão investiga o motivo das reações alérgicas graves e procura possíveis ligações entre os seis casos. As doses eram de mais de uma linha de produção, o que sugere que o ocorrido não resulta de um lote específico. As informações chegaram rapidamente ao CDC graças a sistemas federais de monitoramento de segurança dos imunizantes.

Outros dois casos de alergia ocorreram no Reino Unido na semana passada. Por isso, os órgãos reguladores locais fizeram recomendações: a principal delas é de que pessoas com histórico significativo de reações alérgicas não recebam essa vacina. Isso pode fazer que autoridades europeias e americanas também apliquem restrições de vacinação.