EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Uma das maiores preocupações de quem vai comprar um carro é saber quanto o modelo escolhido desvaloriza ao longo do tempo. Para ajudar neste processo, a consultoria KBB divulgou uma lista com os 10 carros que mais e menos desvalorizaram no Brasil em 2020.

Entre os mais desvalorizados, quase todos são pertencentes a marcas premium. O Jaguar XF é revendido por lojistas, em média, com -24,6% de desvalorização em comparação com seu preço 0 km de janeiro. Na segunda posição aparece o Fiat Weekend, com desvalorização de -23,74%, seguido por Audi A6 (-21,16%), Citroën C4 Lounge (-20,88%), Suzuki Jimny Sierra (-20,29%), Audi A3 Sedan (-19,32%), Mercedes-AMG CLA 45 (-18,50%), Mercedes-Benz Classe S (-16,47%), Mercedes-Benz Classe E (-16,19%) e BMW Série 7 (-15,99%).

publicidade
Lista com os carros mais desvalorizados
Lista com os carros mais desvalorizados DE 2020. Créditos: KBB

Por outro lado, o Toyota RAV4 2020 é o primeiro da lista dos que mais se valorizaram neste ano: 12,47% em relação ao preço médio praticado em janeiro. Ou seja, o modelo é vendido seminovo, em média, mais caro do que seu preço original 0 km do começo do ano.

Os outros automóveis que ficaram mais valorizados são: Mercedes-AMG GT (8,52% de reajuste), BMW M2 (+7,38%), Mercedes-AMG G 63 (+7,23%) e Mercedes-Benz GLE (+6,58%) respectivamente no top 5. O top 10 ainda tem Volkswagen Tiguan Allspace (+6,16%), Mercedes-Benz Classe A Sedan (+5,95%), Mercedes-AMG G 63 (+5,49%), Audi Q3 (+3,37%) e Land Rover Range Rover Vogue (+2,70%).

Lista com os carros mais valorizados de 2020
Lista com os carros mais valorizados de 2020. Créditos: KBB

A lista da KBB só levou em conta os automóveis e picapes (excluindo, portanto, vans e furgões), com ano modelo 2020, vendidos como 0 km em janeiro deste ano. A consultoria utiliza tecnologias de análise de dados e Big Data para produzir os levantamentos de precificação de veículos novos e usados. O processamento é realizado por um algoritmo alimentado semanalmente por uma base com mais de 800 mil informações de preços de diferentes fontes do mercado. Os dados também são avaliados diariamente por uma equipe de especialistas.

Fonte: KBB Consultoria

publicidade