EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O bilionário chinês Lin Qi, CEO dos estúdios Yoozoo, morreu aos 39 anos na noite de Natal (25), dias depois de beber um copo de chá que estava envenenado, segundo a polícia de Xangai, por um colega de trabalho da vítima, referido pela mídia chinesa apenas pelo sobrenome “Xu”.

Os estúdios Yoozoo tornaram-se mais conhecidos pela criação do jogo de estratégia para navegadores (browser game) “Game of Thrones: Winter Is Coming”. Além disso, o próprio Qi estava supervisionando a criação da série “O Problema de Três Corpos”, baseada em uma trilogia de livros que foram best-sellers no mercado chinês, para a Netflix. A série deve ter direção de David Benioff e D.B. Weiss, que chefiaram “Game of Thrones”.

publicidade
Lin Qi, CEO e fundador dos estúdios Yoozoo, morreu na noite de Natal (25), após sintomas de um possível envenenamento. Bilionário estava produzindo série para a Netflix. Créditos: Zhang Zhi/Red Star News/VCG/Getty Images

De acordo com os relatos liberados até o momento, Lin Qi deu entrada no hospital em 16 de dezembro, relatando sintomas de “doença severa” e “mal conseguindo andar”. Ele foi imediatamente levado à unidade de terapia intensiva do local, onde acabou piorando e chegou até a passar por uma ressuscitação após uma parada cardíaca.

No dia 24, véspera de Natal, a polícia de Xangai prendeu o homem conhecido como “Xu” – supostamente, “Xu Yao”, que fazia parte da divisão de filmes dos estúdios Yoozoo – por ter envenenado um chá vermelho fermentado, conhecido como “Pu-erh” ou “Puer”, posteriormente ingerido por Lin Qi. Os motivos para o suposto envenenamento não foram divulgados, mas uma suposta briga de bastidores envolvendo ambas as partes tem sido a principal especulação.

Qin Li fundou os estúdios Yoozoo em 2009, bem quando a era dos smartphones mais avançados começou. De acordo com a BBC, ele tinha uma fortuna avaliada em mais de R$ 5,4 bilhões. O site da empresa publicou um comunicado e diversos funcionários se reuniram à frente dos estúdios para lamentar a morte do fundador.

Fonte: BBC / CBS News

publicidade