EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O ano está acabando, mas os cibercriminosos estão longe de dar uma trégua. Na segunda-feira (28), o Parlamento finlandês revelou ter sido alvo de um ataque hacker. Os criminosos conseguiram entrar em seu sistema interno de TI e acessaram contas de e-mail de alguns membros do Parlamento.

Autoridades do governo disseram que o ataque ocorreu no outono (entre setembro e novembro no hemisfério norte), mas foi descoberto este mês pela equipe de TI do Parlamento. O caso está sendo investigado pela Polícia Criminal Central Finlandesa (KRP) como um incidente de “suspeita de espionagem”.

publicidade

“Neste estágio, uma alternativa é que fatores desconhecidos foram capazes de obter informações por meio do hacking, seja para o benefício de um estado estrangeiro ou para prejudicar a Finlândia”, disse, em um comunicado oficial, o comissário do KRP, Tero Muurman.

hacker e-mail
Cibercriminosos acessaram contas de e-mail de membros do Parlamento finlandês. Imagem: frank_peters/Shutterstock

Apesar de não ter comprometido o sistema de TI do Parlamento finlandês, a violação de segurança afetou mais de uma pessoa, ainda de acordo com o comissário, que preferiu não revelar o número exato de prejudicados.

Países nórdicos na mira de hackers?

Coincidência ou não, o incidente é muito semelhante a um ataque hacker a um país escandinavo vizinho no mesmo período. Em setembro, o Parlamento da Noruega divulgou uma violação em seu sistema de e-mail interno, com hackers acessando contas de e-mail de alguns funcionários.

Após meses de investigação, o serviço secreto da polícia norueguesa (PST) atribuiu a intrusão ao APT28, um grupo de hackers vinculado ao serviço de inteligência militar da Rússia, o GRU.

publicidade

Será que mais um ciberataque está previsto ainda em 2020 ou os hackers “entrarão em recesso de fim de ano”? Aguardemos.

Fonte: ZDNet