EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O britânico Brian Pinker, de 82 anos, entrou para a história ao se tornar a primeira pessoa do mundo a receber uma dose da vacina desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca contra Covid-19. O Reino Unido iniciou a utilização do medicamento nesta segunda-feira (04).

“Este é um momento decisivo em nossa luta contra esse vírus terrível e eu espero que ele renove as esperanças de que o fim da pandemia está chegando”, declarou o Secretário de Estado de Saúde do país, Matt Hancock.

publicidade

Pinker é aposentado e faz diálise, e só soube que receberia o imunizante no sábado (02). “Essa vacina significa tudo para mim. Na minha cabeça, é a única maneira de fazer a vida voltar ao normal”, disse o idoso. Ele foi atendido no Churchill Hospital, em Oxford.

O diretor do Serviço Nacional de Saúde (NHS), Stephen Powis, também comemorou o feito. “O maior programa de vacinação da história começou muito bem, graças aos esforços de toda a equipe do NHS, que já aplicou mais de um milhão de doses”, afirmou Powis, que é médico.

Cautela com vacina da AstraZeneca

Apesar de o início das aplicações da vacina da AstraZeneca representarem mais um avanço na luta do Reino Unido contra o Covid-19, o conselheiro científico do Departamento de Saúde e Serviço Social do país, Chris Witty, reforçou a necessidade de que os cuidados básicos sejam mantidos.

publicidade

“As primeiras vacinas da AstraZeneca/Oxford foram aplicadas hoje. Isto é muito bem-vindo: parabéns aos envolvidos. As vacinas são uma saída a médio prazo. No entanto, o NHS está sob pressão considerável no curto prazo. Devemos continuar mantendo o distanciamento social por enquanto”, tuitou Witty.

A opinião foi compartilhada por Andrew Pollard, professor e integrante do Oxford Vaccine Group. “[A vacina] Nos dá um pouco de esperança, mas acredito que teremos semanas difíceis pela frente”, ponderou. “Estamos em um momento crítico, a ponto de ficarmos sobrecarregados pela doença.”

O Secretário de Estado de Saúde do Reino Unido informou que apenas 530 mil doses dos imunizantes estão prontas para aplicação nesta semana, mas garantiu que a campanha será acelerada.

Fonte: The Guardian