EnglishPortugueseSpanish

Herdeiro da Samsung pode pegar até nove anos de prisão

Redação 05/01/2021 22h20

Lee Jae-yong é acusado de pagar propina para o ex- presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye.

O intuito do “herdeiro da Samsung” era assegurar a posição como sucessor do pai, Lee Kun-hee. Com isso, ele ficaria responsável por comandar a empresa.

publicidade

Jae-yong já havia sido preso em 2017, com sentença de cinco anos, mas foi libertado e retornou ao seu cargo na empresa após a corte de apelações reduzir a pena.

Em agosto do ano passado o caso teve uma reviravolta e a Suprema Corte determinou que essa punição era leve demais e que uma nova sentença teria que ser definida.

A audiência final do julgamento que decidirá se o executivo retornará à prisão está marcada para o dia 18 de janeiro.