EnglishPortugueseSpanish

Uma estudo feito pela Kaspersky em novembro de 2020 revela que um em cada dez gamers já teve sua conta comprometida ou roubada em partidas on-line. As estatísticas mostram que quase 180 milhões de jogadores já tiveram problemas com cibercriminosos. De acordo com a empresa especialista em cibersegurança, esse número representa um prejuízo global de quase R$ 2 trilhões para a indústria de jogos.

Segundo Santiago Pontiroli, analista de segurança da Kaspersky na América Latina, “os criminosos encontram muitas formas para coletarem dados. A principal, sem dúvida, é por meio de ofertas de itens exclusivos e jogos piratas. Com isso, eles conseguem que os jogadores baixem malware ou preencham dados pessoais em esquemas de phishing”. Apenas em junho do ano passado, a Kaspersky identificou quatro novos tipos de malware diferentes, capazes de coletar dados de usuários em plataformas como a Battle.net, Origin e Uplay.

publicidade
Pesquisa da Kaspersky revela situações que os gamers costumam enfrentar em partidas online. Imagem: Kaspersky/Reprodução

O estudo ainda revela outra realidade preocupante. Cerca de 19% dos 5.031 jogadores que participaram da pesquisa revelam ter sofrido com a prática de bullying na internet, fator que pode acabar causando outros problemas como estresse e ansiedade.

Evitando contas comprometidas em jogos

Smartphone com malware
Cibercriminosos causam prejuízo trilionário para a indústria de games. Imagem: Suttipun/Shutterstock

De acordo com Pontiroli, é importante considerar, sempre que for jogar on-line, maneiras para lidar com “intimidadores, trapaceiros e hackers”. Algumas dicas do especialista incluem:

  • Comprar apenas em lojas oficiais: prefira adquirir jogos em plataformas conhecidas. Alguns exemplos de lojas confiáveis são a Steam, GOG e os próprios sites oficiais das desenvolvedoras e distribuidoras.
  • Cuidado com ofertas mirabolantes: é comum encontrar ofertas atrativas em lojas oficiais. No entanto, é preciso ficar atento para as promoções que são enviadas por e-mail. A prática de golpes por e-mail é bastante comum, por isso a dica é sempre conferir em outros sites se o desconto é real ou não.
  • Política de reembolso: verifique as regras de devolução caso precise devolver um jogo que não atendeu suas expectativas ou simplesmente não funcionou no seu dispositivo.
  • Use um cartão dedicado para compra de jogos: prefira obter um cartão de débito exclusivamente para compra de jogos na internet. Dessa forma, mesmo que sua conta seja invadida, os criminosos não terão como causar mais prejuízos.

Por fim, prefira acessar as plataformas de compra em casa e evite utilizar o login das redes sociais para acessar outros sites e serviços. A última recomendação para os gamers é proteger o computador e os seus dispositivos móveis de ameaças em potencial. Com isso, a possibilidade da sua conta ser comprometida diminui bastante.

publicidade