CES 2021: confira os produtos mais interessantes do evento

A CES 2021 chegou ao seu fim nesta quinta-feira (14) e com ela, uma série de novidades tecnológicas que devem dar o tom para o resto do ano (e outros anos) no mercado.

Confira alguns dos destaques da feira:

Computadores

A CES costuma ser um palco importante para a indústria de PCs, e 2021 não foi diferente. Começando pela base: os processadores. A AMD apresentou a família Ryzen 5000, com chipsets voltados para notebooks que se mostraram bastante populares entre as fabricantes que anunciaram laptops durante a feira.

Processadores da AMD fizeram sucesso entre os notebooks da feira. Foto: Divulgação/AMD

A companhia revelou chips de várias linhas dentro da série 5000, incluindo as categorias Ryzen 3, 5, 7 e 9 (que competem com o i3, i5, i7 e i9 da Intel). Os chips pertencem à família U, que será disponibilizada para notebooks ultraportáteis, enquanto os modelos H serão destinados aos laptops mais parrudos, voltados para o público gamer e tarefas exigentes, como edição de vídeo.

Já do outro lado da disputa, o destaque da Intel ficou com a revelação da arquitetura Alder Lake, que deve começar a ser incorporada aos processadores da companhia no segundo semestre. A tecnologia visa aproximar o x86 da Arm, que começa a ameaçar o reinado da Intel nos computadores após controlar totalmente o mercado de celulares. Com isso, a Intel imita o formato BIG.little da Arm, com núcleos heterogêneos; uma parte deles é voltada para processamento bruto e tarefas pesadas, e a outra para atividades mais leves, proporcionando economia de energia, o que é especialmente importante em laptops.

Falando em laptops, a feira contou com vários notebooks novos de fabricantes como Asus, Acer, Razer, Lenovo para todos os tipos de públicos. Talvez o produto mais mirabolante da categoria foi o ROG Flow X13, da Asus, que é um inédito notebook gamer com formato híbrido, com uma dobradiça que gira 360° e permite uso em múltiplas posições. Ele também é acompanhado de um gabinete externo com uma GPU RTX 3080, que fazem dele ainda mais único.

Celulares

A CES não costuma ser uma feira muito voltada para a tecnologia móvel, mas 2021 foi um pouco diferente. Duas das maiores empresas de tecnologia do planeta apresentaram smartphones que chegam ao mercado ao longo deste ano: as rivais coreanas LG e Samsung chamaram a atenção ao longo da semana com seus aparelhos.

A LG se destacou com um conceito novo de celular, que se vale da tecnologia de tela enrolável que a companhia demonstrou ao longo de várias CES. Chamado de LG Rollable, o aparelho conta com um mecanismo que faz com que o display se expanda e se retraia, ganhando um formato de tablet ou de smartphone convencional dependendo da preferência do usuário. A solução é uma resposta aos celulares de tela dobrável que começaram a aparecer nos últimos anos.

Celular enrolável da LG é uma das expectativas para o ano. Foto: Divulgação/LG

O aparelho deve chegar ao mercado ainda em 2021, ainda sem data ou estimativa de preço.

Enquanto isso, a Samsung deixou suas tradições de lado e anunciou a família de celulares tops de linha Galaxy S21, que normalmente eram apresentados entre o fim de fevereiro e início de março.

Três aparelhos distintos foram a linha Galaxy S21 em 2021. Foto: Renato Santino/Olhar Digital

Os aparelhos têm muito em comum com os modelos do ano passado, com uma diferença estética mais significativa no módulo de câmera; há também um foco em novos recursos de câmera. No entanto, o aparelho ficou marcado pelo que não está presente: a empresa decidiu tirar a entrada de cartão microSD do celular, além do carregador que não é oferecido na caixa, assim como a Apple fez com os novos iPhones.

Carros

A tecnologia automotiva sempre tem um espaço cativo na CES e, mesmo sem um pavilhão para demonstração das novidades, as empresas se fizeram presentes ao longo da semana com uma série de novidades.

A Mercedes-Benz apresentou na CES 2021 a a MBUX Hyperscreen, da Mercedes-Benz, um painel de 141 centímetros que cobre o painel de ponta a ponta. Nela, o motorista encontra a central de instrumentos, o sistema de entretenimento e a tela de navegação. Para o passageiro, uma tela separada. O sistema usa uma CPU de oito núcleos e tem 24GB de RAM. Tudo é, ainda, conectado por inteligência artificial, permitindo até mesmo conversar com o sistema por voz.

Enquanto isso, a Panasonic desenvolveu uma solução de realidade aumentada que projeta informações na linha de visão do motorista para permitir que ele dirija guiado por GPS sem precisar tirar os olhos da pista. A ideia é reduzir distrações e mantê-lo mais informado e engajado na tarefa de dirigir.

Infelizmente, o sistema ainda é um protótipo, sem previsão de chegada ao mercado, mas com grande expectativa para o futuro.

Covid

Infelizmente, a CES 2021 foi realizada toda virtualmente por um motivo bastante óbvio: a Covid-19. O mundo não está normal, e a indústria de tecnologia entendeu que o tema merecia grande atenção durante a feira. Não faltaram produtos que tentavam minimizar o risco de propagação do vírus ou para tentar identificar precocemente uma infecção.

Nada é tão simbólico neste aspecto quanto a máscara com LEDs coloridos da Razer. O respirador N95 transparente conta com ventilação ativa e filtros substituíveis e ainda amplifica a voz para evitar que a máscara dificulte a comunicação.

Máscara com LEDs da Razer é o produto com mais cara de 2021 da CES. Foto: Divulgação/Razer

Também não faltaram equipamentos para esterilizar ambientes, com destaque para um robô da LG que se desloca pelo recinto disparando raios ultravioleta para descontaminar superfícies. Como a transmissão aérea da Covid-19 tem se mostrado cada vez mais significativa, também foram apresentados incontáveis aparelhos para filtragem do ar e medição da sua qualidade para tentar eliminar esse vetor.

Robô esterilizante da LG dispara raios ultravioleta no ambiente. Foto: Divulgação/LG

Um dos purificadores de destaque na feira é o Luft Duo, que filtra o ar e reduz o tempo que o coronavírus pode permanecer aéreo, cobrindo uma área de 22 metros quadrados. Segundo a LUFTQI, fabricante do aparelho, ele reduz para uma hora o tempo aéreo do Sars-Cov-2, em vez de 21 horas sem a filtragem do ar. O equipamento também se destaca por não precisar da aquisição de novos filtros ou manutenção, recorrendo a nanotecnologia para remover bactérias e vírus do ar.

Luft Duo filtra o ar e não depende de troca de filtros. Foto: Divulgação/LUFTQI

Robótica

Poucas coisas gritam “futuro” como robôs, e por isso eles sempre ganham espaço na CES. A Samsung não economizou suas ideias sobre robótica para a casa, com destaque para o Bot Handy, que utiliza inteligência artificial e um braço mecânico para realizar tarefas manuais para o usuário, como ajudar a organizar a casa ou colocar a louça suja para lavar.

Samsung Bot Handy combina braços e inteligência artificial. Foto: Reprodução

A Samsung ainda apresentou dois outros robôs. O Bot Care é um assistente pessoal que usa inteligência artificial para reconhecer padrões de comportamento para oferecer sugestões e apoiar o cotidiano do usuário. Dois dos exemplos de funcionalidade apresentados foram o de dar lembretes para que a pessoa levante de sua cadeira regularmente para esticar o corpo e avisar sobre uma videoconferência que está prestes a começar, trazendo para junto do usuário um tablet para realizar a chamada. Já o JetBot AI+ é um robô-aspirador que conta com inteligência artificial para navegar pela residência e reconhecer objetos delicados, como vasos, para manter uma distância segura. Equipado com câmera, ele também permite monitorar a casa à distância e interagir com outros aparelhos conectados.

Nem só de utilidades vivem os robôs da CES. Nesta CES 2021, o destaque vai para o Moflin, da japonesa Vanguard Industries. É um bichinho de estimação que ganhou até o prêmio de inovação da feira neste ano.

Moflin, o robô-pet que desenvolve personalidade própria. Foto: Divulgação/Vanguard

Segundo a empresa, o Moflin tem capacidades emocionais e habilidade de aprender que evoluem como em um animal vivo. A Vanguard diz que o robozinho sabe até diferenciar as pessoas que interagem com ele e usa movimentos e sons distintos para cada indivíduo.

Além do Moflin, outro robô-pet fez sucesso na CES 2021: o Petit Qoobo, que é uma almofada animada com rabo que tenta replicar a experiência de acariciar um gato, produzindo uma reação quando recebe carinho. O modelo é um pouco menor que o Qooboo original, revelado justamente na CES 2020.

O Petit Qoobo ronrona e mexe o rabo como gato, mas é uma almofada. Foto: Divulgação/Yukai

Wi-Fi

Roteadores também não fizeram feio durante a CES 2021. As empresas aproveitaram o evento para levar a tecnologia do Wi-Fi adiante, trazendo para o mercado a primeira leva de aparelhos preparados para o Wi-Fi 6E, que traz uma frequência nova para o padrão após vinte anos e um espectro muito mais amplo, reduzindo drasticamente o risco de interferência, produzindo menos perda de dados e contribuindo para conexões de melhor qualidade.

A TP-Link demonstrou o Archer AX96 and Archer AX206, ambos com Wi-Fi 6E, sendo que o primeiro alcança velocidades máximas de 7.800 Mbps, enquanto o segundo rompe a marca dos 10 Gbps.

Archer AX206 é o modelo mais avançado da TP-Link com Wi-Fi 6E. Foto: Divulgação/TP Link

A companhia também revelou novos roteadores mesh, que permitem ampliar a cobertura de Wi-Fi de uma casa criando uma rede de equipamentos interconectados, Deco X96 e Deco X76 Plus. O problema destes aparelhos é que eles usam a frequência de 6 GHz para se comunicarem entre si, então se o usuário tiver um celular (ou qualquer outro aparelho) compatível com Wi-Fi 6E, não poderá aproveitar o benefício da tecnologia e precisará conectá-lo às frequências antigas.

Já a Netgear revelou o Nighthawk RAXE500, um outro roteador de alto desempenho que é o primeiro da linha a utilizar o Wi-Fi 6E. Com suas três frequências, ele será capaz de sustentar velocidades máximas de até 10,8 Gbps, com o preço sugerido de US$ 600.

TVs

A CES é a feira das TVs, não há como desassociar uma coisa da outra. Entre os destaques da LG na CES 2021 está um protótipo de TV transparente com painel OLED de 55 polegadas. Os 40% de transparência da tela permitem ver através dela mesmo quando ela está ligada. Até agora, as telas transparentes da marca eram apenas 10% translúcidas.

Enquanto isso, a Samsung deu uma renovada na sua linha lifestyle, com uma nova versão mais fina da The Frame, o televisor que se disfarça como um quadro na parede e adotou a tecnologia Mini LED em suas novas TVs, na linha Neo QLED.

MicroLED está mais perto das massas (mas ainda será caríssimo). Foto: Divulgação/Samsung

A CES também marcou a introdução de uma tecnologia que é, na prática, nova no mercado de TVs convencionais: o MicroLED, que é a resposta da Samsung ao OLED, com pixels com iluminação própria que se acendem ou se apagam sem precisar de luz de fundo. Até então, a tecnologia estava presente apenas no caríssimo modelo The Wall, que dependia, inclusive, de instalação personalizada. Agora, a empresa já tem modelos menos inacessíveis (ainda são caríssimos) de 110, 99 e 88 polegadas projetados.

Esta post foi modificado pela última vez em 15 de janeiro de 2021 02:07

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Renato Santino
Tags: ces 2021