EnglishPortugueseSpanish

O Wikipédia está completando 20 anos nesta sexta-feira (15). Durante todo este período, a maior enciclopédia virtual do mundo informou inúmeras pessoas, foi repreendida em ambientes escolares e acadêmicos, foi alvo de descrédito, combateu fake news e acompanhou toda a transformação de uma sociedade imersa nas tecnologias digitais.

No dia 15 de janeiro de 2001, Jimmy Wales e Larry Sanger estavam colocando no ar a primeira enciclopédia livre na internet que posteriormente se tornaria um dos 10 sites mais visitados do mundo — segundo dados do Global Digital Report de 2019 —, acessado por mais de 1,5 bilhões de aparelhos por mês.

publicidade

No entanto, até alcançar este posto, o Wikipédia foi (e ainda é) alvo de desconfiança. Isso porque a enciclopédia virtual trata-se de uma plataforma colaborativa, onde os usuários podem criar textos ou dar “pitacos” em conteúdos já redigidos, mesmo sem ter expertise nos assuntos.

Segundo Katherine Maher, presidente executiva da Fundação Wikimedia (dona da Wikipédia), o segredo para a credibilidade adquirida durante esses 20 anos foi justamente a transparência adotada pela empresa. “Sabemos que não somos perfeitos e nem sempre acertamos, mas somos muito sinceros a respeito disso”, afirmou Katherine em entrevista a Tilt.

Website do Wikipédia
Nos últimos 20 anos, plataforma tornou-se um dos sites mais visitados do mundo. Foto: zmeel/iStock

Já para Jimmy Walles, cofundador do Wikipédia, o aperfeiçoamento ao longo dos anos tornou o modelo colaborativo da plataforma cada vez melhor. “As pessoas passaram a entender a Wikipédia e viram que, sim, qualquer um pode escrever, mas para uma edição sobreviver, precisa seguir muitas regras”, disse o cofundador.

Otimização da plataforma da Wikipédia

Assim como Walles afirmou, de fato, as regras para edição de textos no Wikipédia mudaram bastante durante esses 20 anos.

publicidade

Hoje, a plataforma conta com mais de 55 milhões de artigos em mais de 300 idiomas diferentes. Todo este conteúdo é editado 350 vezes por minuto, por mais de 280 mil voluntários espalhados pelo mundo. No entanto, não é “qualquer um” que pode fazer como as pessoas falam.

Para combater o vandalismo eleitoral, a versão em português do Wikipédia passou a exigir, desde outubro de 2020, a obrigatoriedade de ter uma conta cadastrada na enciclopédia virtual para quaisquer ajustes em artigos na plataforma. Ainda assim, quando alguém mal intencionado tenta aprontar alguma, o problema pode ser resolvido em questão de minutos.

Site do Wikipédia
Cadastro na plataforma pode ser feito sem a necessidade de informar um e-mail. Foto: Wikipédia/Reprodução

Além disso, apenas edições simples (como correções ortográficas e eliminações de palavras) são permitidas. Exclusões de parágrafos e alterações no título devem passar por debates de membros da comunidade.

Falando em membros da comunidade, existe uma espécie de “parlamento” do Wikipédia, onde são discutidas alterações mais sensíveis por editores experientes.

Segundo o brasileiro Vitor Mazuco, membro dessa assembleia, algumas dessas alterações são passíveis de discussões, mas sempre ponderam as visões dos membros, por mais contraditórias que possam ser.

“É muita briga, muita confusão, é um pouco desgastante. É muito, muito democrático. É cansativo”, relatou Mazuco.

Transparência

É claro que como qualquer plataforma online colaborativa, algumas informações incorretas e parciais podem acabar “passando em branco”.

No entanto, para Katherine, o Wikipédia é mais eficiente do que a seleção de conteúdos feitos por algoritmos em algumas redes sociais ou mesmo dos massivos envios de fake news propagados em aplicativos de mensagens .

App Facebook
Aplicativos como o Facebook utiliza algoritmos na seleção de conteúdos para seus usuários, potencializando a disseminação de conteúdos pouco confiáveis. Foto: Brett Jordan/Unsplash

“Não tentamos manter você no site o máximo de tempo possível, não mostramos a você conteúdo gerado por algoritmo”, afirmou a executiva.

Ainda segundo ela, a plataforma trabalha para conceder a informação mais precisa possível e outras plataformas deveriam seguir o exemplo da Wikipédia, podendo até apresentar melhoras nas relações de confiança com seus clientes.

Fonte: Uol