Mudanças nos horários dos voos que farão as entregas das vacinas contra a Covid-19 poderão atrasar o início da campanha nacional de vacinação em alguns estados. As alterações foram feitas pelo Ministério da Saúde, o que causou confusão em algumas regiões que esperavam receber suas doses da Coronavac mais cedo.

Pela nova programação, estados que receberiam a Coronavac pela manhã ou início da tarde só receberão os pacotes à noite. É o caso do Maranhão, Paraíba, Sergipe, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro e Espírito Santo. A Bahia, que seria o primeiro estado a receber as doses, às 9h, teve sua entrega reagendada para as 22h.

publicidade

“Fui dormir 23:30h (chegada 9h) com uma planilha, acordei 5:20h com outra (chegada 18h) e agora há pouco fomos informados que chegará 22h. A imprensa estava toda no aeroporto, assim como sete aviões fretados e 240 caminhonetes. Tivemos que cancelar e refazer tudo”, disse o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas à coluna Painel da Folha de S. Paulo.

Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e governadores acompanham a saída das primeiras vacinas em aviões da FAB. Imagem: Ministério da Saúde/Divulgação

Três estados estão sem previsão de horários de entrega da Coronavac: Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraná. “Todo mundo foi esperar no aeroporto, e nada. A previsão era meio-dia, depois mudou para 16h. Agora já deve ser 18h. Até que descarregue, não tem como iniciar hoje. Impossível. Só devo começar amanhã”, disse o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD) à Folha.

A vacinação com a Coronavac terá início pelos grupos prioritários da chamada fase 1: trabalhadores de saúde, pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas, pessoas com deficiência institucionalizadas e população indígena aldeada. Os primeiros aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) começaram a sair do Aeroporto de Guarulhos transportando cerca de 44 toneladas de vacinas – serão distribuídos 6 milhões de doses da Coronavac.

Via: Folha de S. Paulo