EnglishPortugueseSpanish

Todos os anos, o Google atualiza o Android. A cada nova versão, novos recursos são introduzidos e melhorias são feitas. Com a chegada do Android 12 não deve ser diferente. No entanto, algumas das novidades não são necessariamente novas, já que são semelhantes ao que pode-se encontrar no iOS, sistema operacional da Apple.   

A versão anterior do sistema, o Android 11, foi lançada em setembro do ano passado. Por isso, pode ser que ainda demore um pouco até que uma variante com as novidades seja vista. Mesmo assim, separamos alguns rumores e indicações de funcionalidades que devem chegar ao Android deste ano.  

publicidade

Compatibilidade com lojas de terceiros 

Atualmente, há uma variedade de lojas de aplicativos além da Google Play Store. Para o Android 12, o Google afirmou que facilitará a forma como essas plataformas estarão disponíveis para os usuários.  

Desenvolvedores do Google prometem mais compatibilidade com outras lojas disponíveis. Foto: ValeryBrozhinsky/iStock

Em entrevista ao 9to5Google, um porta-voz da empresa disse que alterações serão feitas no Android 12 para “tornar ainda mais fácil para as pessoas usarem outros aplicativos armazenados em seus dispositivos, tendo o cuidado de não comprometer as medidas de segurança que o Android tem em vigor. Estamos projetando tudo isso agora e esperamos compartilhar mais no futuro”.  

Capturas de tela ‘roláveis’ 

Essa ferramenta – que, por ser relativamente simples, esperava-se que chegasse com o Android 11 – permite capturar uma página ou site inteiro, não apenas o que se pode ver no display.

Atualmente, algumas empresas, como Huawei e Samsung, já possuem o recurso em seus sistemas. Por isso, era um movimento natural que a novidade chegasse para todos.  

publicidade

Em uma espécie de evento de perguntas e respostas feito no Reddit, alguns engenheiros Android confirmaram que “em vez de lançar um hack rápido que funcione para um ou dois aplicativos escolhidos em um dispositivo específico, nosso objetivo é construir isso de uma forma que qualquer aplicativo possa ser usado para isso”.  

Reprodutor de mídia nativo 

Uma das vantagens do Android é a possibilidade de escolher entre vários aplicativos para alguns fins, como reprodução de música. Para tentar evitar confusões envolvendo essa questão, os desenvolvedores do sistema mostraram interesse em criar um reprodutor nativo.  

“Reconhecemos a confusão resultante de ter várias opções de reprodutores com diferentes APIs e recursos.  Iniciamos esforços para convergi-los em uma única solução baseado no ExoPlayer. O aplicativo terá vários recursos e será fácil de usar. Compartilharemos mais informações com a comunidade de desenvolvedores à medida que isso progride”.  

Compartilhamento de Wi-Fi 

Com a novidade, será possível compartilhar credenciais de uma rede Wi-Fi usando o Nearby Share. Foto: Iaremenko/iStock

Normalmente, desenvolvedores e usuários mais atentos conseguem encontrar resquícios de novos recursos do sistema operacional no Android Open Source Project (AOSP), que muitas vezes oculta o código de novas funcionalidades desenvolvidas pelo Google – embora não seja possível afirmar que as alterações cheguem de fato para a versão estável. 

Esse é o caso da opção de compartilhamento de conexões Wi-Fi com aparelhos próximos. A funcionalidade é essencialmente uma maneira de simplificar o processo de adição de novos dispositivos a uma conexão por meio do envio de detalhes do login da rede.  

Atualmente, é possível fazer algo parecido a partir do Android 10, mas com o compartilhamento de um código QR. O que o novo recurso procura é automatizar esse processo, enviando as credenciais por meio do Nearby Share do Android.  

Modo de rede restrita 

Aqui temos outro recurso descoberto no AOSP. Ao que parece, é uma configuração que, quando ativada, restringe a rede apenas para aplicativos com permissão elevada.

É possível que uma lista de permissões seja adicionada e possa ser personalizada. Com isso, seria possível especificar quais aplicativos podem usar a rede.  

Toque duplo na traseira do celular  

De acordo com o 9to5Google, informações no código do Google indicam o retorno do toque duplo na traseira do aparelho – visto em versões beta do Android 11.

Quando ativado, os usuários podem tocar duas vezes com o dedo na parte de trás do aparelho para ativar o Google Assistente, fazer uma captura de tela, abrir a aba de notificações ou visualizar apps recentes.  

Quando foi encontrado no Android 11, a toque era muito sensível. Isso pode ser mudado e aprimorado na nova versão. No entanto, apesar de ter sido encontrado, não há garantias que a novidade esteja pronta para este sistema. 

Via: TechAdvisor