EnglishPortugueseSpanish

O TikTok está sendo amplamente usado para vender cigarros eletrônicos descartáveis (vapes) a adolescentes. Uma investigação do TechCrunch aponta que a atividade acontece abertamente na plataforma, com múltiplos vendedores anunciando abertamente seus produtos e destacando serviços como “embalagens discretas”.

A venda de cigarros eletrônicos a menores de 21 anos é proibida nos EUA, e vendedores são obrigados a verificar um documento de identidade do comprador em toda a venda. Além disso, “sabores” como menta, melão, melancia, morango, banana, framboesa e algodão-doce, entre muitos outros, foram banidos do mercado. Apenas mentol e tabaco são permitidos pela lei.

publicidade

Apesar dos sabores aparentemente inofensivos e aparência de um “gadget” comum, com cores vivas, os produtos contêm nicotina, algumas vezes em doses maiores do que em um cigarro comum.

Vapes à venda em uma loja nos EUA. Imagem: NguyeningMedia / Shutterstock
Puff Bars à venda em uma loja nos EUA. Imagem: NguyeningMedia / Shutterstock

Nada disso importa para os vendedores no TikTok. Marcas de vapes descartáveis como as Puff Bars são anunciadas com hashtags óbvias, como “#puffbarsforcheap”, e os vendedores enfatizam que não pedem um documento de identidade. 

Os negócios são conduzidos em canais no Discord ou sites externos. Em alguns deles, o usuário deve clicar em um pop-up confirmando que tem mais de 21 anos, mas segundo a lei nos EUA isso não conta como verificação de idade.

Nos vídeos, acompanhados de músicas populares, os vendedores mostram como escondem os produtos em itens aparentemente inofensivos, como pantufas, bolsas para maquiagem ou debaixo de doces. 

publicidade

O TikTok, por sua vez, parece não fazer muito para coibir a atividade. Em declaração ao TechCrunch a rede afirmou que remove contas com conteúdo relacionado a cigarros eletrônicos ou “vaping” assim que toma conhecimento delas, e que irá apagar a biografia (bio) de contas que apontam para sites fora da plataforma que promovem os produtos.

Ela também diz que suas Diretrizes da Comunidade proíbem conteúdo que sugere, descreve, imita ou promove a posse ou o consumo de tabaco por um menor, e conteúdo que oferece instruções para menores de idade sobre como comprar, vender ou comercializar tabaco. E que não permite anúncios de tabaco.

Mas várias contas que anunciam vapes abertamente foram reportadas ao TikTok pela equipe do TechCrunch. Em todos os casos, a resposta foi que o conteúdo “não viola as diretrizes da comunidade”. A empresa não explicou ao TechCrunch porque há uma disparidade tão grande entre sua política e seus esforços de moderação.

A Campaign for Tobacco Free Kids (Campanha para Crianças Livres do Tabaco), uma ONG dedicada a combater o tabagismo entre crianças e adolescentes, afirma que o TikTok é uma preocupação crescente.

“Temos visto as propagandas mais descaradas, uso de influenciadores, ofertas diretas de venda aos jovens [que] parecem estar gravitando para o TikTok”, diz seu presidente, Matt Myers. “E não vemos nenhuma evidência de que a TikTok tenha realmente feito alguma coisa”.

Fonte: TechCrunch

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!