Na última quinta-feira (28), o WhatsApp anunciou a chegada de um sistema que garante uma camada de proteção maior para seus usuários. A partir de um update, os usuários podem permitir que o aparelho exija biometria ou reconhecimento facial toda vez que logar no WhatsApp Web ou Desktop.  

Segundo os desenvolvedores do WhatsApp, o novo método de autenticação aumenta a segurança dos usuários, já que vai impedir que sua “cara metade” ou um colega de trabalho bisbilhoteiro liguem a conta do seu celular a uma sessão desktop em um computador deles. 

publicidade

No entanto, devido ao anúncio de uma nova política de privacidade recentemente, muitas pessoas começaram a acusar o mensageiro de criar uma ferramenta que pudesse coletar as informações biométricas dos usuários. Inclusive, o fato foi citado pelo site WaBetaInfo em um tuíte. 

Em um comunicado enviado ao Olhar Digital, o WhatsApp afirma que não tem acesso a essas informações do usuário. Isso porque, quem faz a liberação por impressão digital é o próprio aparelho, não o aplicativo. Além disso, a empresa informa que o mensageiro usa as mesmas APIs (interfaces de programação) de outros app seguros – como aplicativos de bancos. 

“A autenticação por reconhecimento facial e impressão digital ocorre no seu dispositivo, de forma a preservar a privacidade. Por padrão, o WhatsApp não pode acessar as informações biométricas armazenadas pelo sistema operacional do seu celular”, afirma o documento.  

Vale lembrar que essa camada adicional será habilitada por padrão para todos os usuários que possuírem autenticação biométrica nos telefones. Por isso, não será possível remover a opção do WhatsApp Web/Desktop – a menos que o utilizador desabilite a autenticação biométrica dentro do aplicativo de celular.  

Além da chegada da novidade, a empresa revelou que vai fornecer uma versão repaginada da tela de acesso ao WhatsApp Web dentro dos aplicativos para Android e iOS. Com a atualização, será possível vincular novos dispositivos e gerenciar os que já existem com mais facilidade. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!