EnglishPortugueseSpanish

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), declarou nesta segunda-feira (1º) que pode anunciar novas medidas relacionadas à quarentena caso a tendência de queda de casos de Covid-19 continue. O relaxamento pode entrar em vigor já nesta quarta-feira (3), suspendendo o fechamento de bares em São Paulo, assim como o de restaurantes.

“Com duas semanas consecutivas de retração no número de internações e caso esse cenário se mantenha em queda, vamos anunciar medidas de suspensão das restrições impostas relativas aos horários de funcionamento do comércio, shopping, bares e restaurantes”, disse Doria durante coletiva de imprensa.

publicidade

O governador também anunciou a criação de uma comissão que vai auxiliar os profissionais de educação nos procedimentos de segurança para a volta às aulas no estado. O comitê ainda será responsável pelo gerenciamento de 587 mil novas doses do imunizante CoronaVac.

São Paulo pandemia
O funcionamento de serviços não essenciais está suspenso desde que São Paulo entrou na fase vermelha. Imagem: Forrest Walker/Shuttestock

Fase vermelha

A mudança para a fase vermelha — que suspende o serviço presencial em restaurantes, comércio e shoppings entre 20h e 6h nos dias de semana, e durante os sábados, domingos e feriados — foi anunciada após uma crescente na curva de casos de Covid-19 em São Paulo.

Nas primeiras três semanas de 2021, por exemplo, o estado teve um aumento de 42% nos casos da doença se comparado ao mesmo período de dezembro de 2020. Os óbitos também acompanharam a mesma tendência, aumentando em 39% nos primeiros 21 dias do ano.

Por fim, de acordo com o governador, a China liberou mais 5 mil litros de insumos para a produção de vacinas. Prevista para a próxima quarta-feira (10), a exportação da matéria-prima é o suficiente para o Instituto Butantan produzir 8 milhões de doses do imunizante contra a Covid-19. Até julho, o instituto pretende disponibilizar 100 milhões de doses da CoronaVac.

Fonte: Folha