A primeira fase do Sistema Financeiro Aberto, ou Open Banking, entrou em funcionamento no Brasil nesta segunda-feira.

Com implementação gradual, a iniciativa será uma plataforma que vai permitir que os clientes possam compartilhar dados bancários e históricos de transação com bancos e fintechs, que são pequenas empresas de tecnologia em serviços financeiros.

publicidade

Nesta primeira etapa, o novo sistema entrega as condições necessárias para que o mercado crie modelos de negócios e serviços que facilitem aos clientes comparar diferentes produtos e serviços financeiros disponíveis para contratação.

Será obrigatória a abertura de dados das instituições participantes do Open Banking sobre seus canais de atendimento e as características de produtos e serviços bancários.

Por enquanto, não há compartilhamento de dados de clientes, como informações cadastrais ou de transações financeiras.

Ao longo de 2021, bancos deverão se adaptar às normas e atualizar seus sistemas para garantir a segurança das informações dos clientes.

O cronograma do compartilhamento de dados do Open Banking tem quatro fases e cada uma delas você encontra aqui.