A Virgin Galactic marcou para 13 de fevereiro mais um teste suborbital da VSS Unity. Se tudo correr como programado, esta será a primeira vez que a nave vai ao espaço desde fevereiro de 2019.

Os preparativos para o próximo voo, incluindo treinamento da equipe da “nave-mãe” VMS Eve, já estão em andamento.

publicidade

O teste estava originalmente programado para 12 de dezembro do ano passado, mas foi interrompido porque a sequência de ignição não foi concluída.

O computador de bordo que monitorava o sistema de propulsão perdeu a conexão com sensores da espaçonave.

Vale ressaltar que uma missão da VSS Unity não é como o lançamento de um foguete da SpaceX. O dispositivo decola presa a uma “nave mãe” chamada VMS Eve, que a leva a uma altitude de 50 mil pés, cerca de 15 km, antes de soltá-la.

Segundos após ser libertada, a VSS Unity aciona seus foguetes e sobe ainda mais, para uma altura de mais de 80 km, antes de retornar à Terra e pousar como um avião convencional.