EnglishPortugueseSpanish

A Ford e o Google anunciaram nesta segunda-feira (1º) uma parceria de seis anos para “acelerar o plano de transformação digital” da montadora e criar “experiências personalizadas” para os consumidores e “oportunidades disruptivas baseadas em dados” da empresa.

Pelos termos do acordo, a partir de 2023 o Android será o sistema operacional usado em todos os veículos da montadora (e da Lincoln, uma de suas marcas), em todas as faixas de preço, com apps e serviços do Google pré-instalados. Os veículos terão integração com o Google Assistente, e usarão o Google Maps como sistema de navegação padrão.

publicidade

O Google também será o provedor de soluções em nuvem da montadora, que espera se beneficiar da experiência da empresa em áreas como análise de dados, inteligência artificial e aprendizado de máquina.

Android Auto será o sistema operacional de todos os carros da Ford e Lincoln (uma de suas marcas) a partir de 2023. Foto: Google/Reprodução

Tecnologia do Google

Com a tecnologia do Google, a Ford espera melhorar a experiência de seus consumidores com tecnologia diferenciada e serviços personalizados, além de acelerar a modernização do desenvolvimento de produtos, fabricação e gerenciamento da cadeia de suprimento. Isso inclui estudos no uso de visão computacional para o treinamento de funcionários nas fábricas e para aumentar a confiabilidade do equipamento industrial.

Um grupo colaborativo composto por funcionários das duas empresas, chamado Team Upshift, vai acelerar a implementação de modelos de negócios baseados em dados, o que resultará em consumidores recebendo alertas em tempo real sobre eventos como pedidos de manutenção ou oportunidades de troca de um veículo.

“Enquanto a Ford continua a transformação mais profunda em nossa história com eletrificação, conectividade e direção autônoma, o Google e a Ford juntos estabelecem uma potência de inovação verdadeiramente capaz de fornecer uma experiência superior para nossos clientes e modernizar nossos negócios”, disse Jim Farley, presidente e CEO da Ford.