EnglishPortugueseSpanish

Covid-19: 1/3 dos médicos acredita em “tratamento precoce”

Redação 03/02/2021 21h12

Muitos profissionais de saúde ainda acreditam em alguma forma de “tratamento precoce” contra a Covid-19, segundo um levantamento feito pela Associação Médica Brasileira, a AMB.

Na pesquisa, um em cada três médicos entrevistados disse acreditar no uso de remédios para prevenção e tratamento da doença, o que já teve a ineficácia comprovada.

publicidade

Os dados indicam que 34,7% acreditam que a cloroquina é eficaz para prevenir a Covid-19, enquanto 41,4% veem o mesmo potencial na ivermectina.

Atualmente, esses medicamentos são oferecidos para pacientes em algumas redes públicas, como no Amazonas – além de já ter sido defendida pelo presidente Jair Bolsonaro.

Segundo a AMB, essa falta de consenso sobre o assunto é o que acaba gerando ainda mais confusões.

Ao todo, 3.882 médicos de todo o Brasil responderam ao questionário de forma online entre dezembro e janeiro. De todos os entrevistados, 54% estão atualmente atuando na linha de frente de combate ao coronavírus. A margem de erro é de um ponto percentual para mais ou para menos.