EnglishPortugueseSpanish

Um relatório da IDC (International Data Corporation) sobre o mercado global de tablets foi divulgado recentemente apontando que os aparelhos da Apple permanecem no topo da lista dos mais vendidos. A empresa teve uma crescente de cerca de 6,7% em relação ao ano anterior.

A participação da empresa no mercado é de 32,5% durante o ano, o que significa a venda de uma média de 53,2 milhões de tablets em 2020.

publicidade

Na segunda colocação, a Samsung vendeu 31,3 milhões de aparelhos durante o ano. A empresa líder na fabricação de tablets Android teve uma participação de aproximadamente 19,1% no mercado.

A multinacional chinesa Huawei Technologies chegou a terceira posição no relatório, alcançando a marca de 16 milhões de unidades vendidas, uma participação de 9,8% no mercado.

Em quarto e em quinto lugar, a Lenovo e a Amazon possuem uma pequena diferença. A chinesa vendeu 14,1 milhões de aparelhos em 2020, cerca 8,6% de participação no mercado. Já a gigante de Jeff Bezos teve uma participação de 8,5% no mercado, com 14 milhões de unidades vendidas, deixando em destaque os aparelhos Fire Kids, que possuem forte mercado nos EUA e Europa Ocidental.

De acordo com Lei Jun, CEO da Xiaomi, o negócio de tablets da empresa foi reiniciado e um novo produto deve ser lançado ainda este ano.

“Uma demanda sem precedentes nos segmentos de consumo e educação devido ao trabalho em casa e ao aprendizado online sem dúvida levou ao ressurgimento da demanda por tablets”, disse Anuroopa Nataraj, analista de pesquisa do Worldwide Quarterly Personal Computing Device Tracker da IDC . “No entanto, não se espera que a categoria retenha esse ímpeto no longo prazo, pois ainda enfrenta uma concorrência imensa de notebooks e smartphones”, completou.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!