EnglishPortugueseSpanish

A CD Projekt, produtora dos jogos da série The Witcher e do controverso Cyberpunk 2077, foi hackeada. A informação foi confirmada pela própria empresa, que publicou um comunicado em sua conta no Twitter.

Segundo a empresa “uma pessoa não identificada ganhou acesso não autorizado à nossa rede, coletou dados pertencentes ao grupo de capital CD Projekt e deixou um pedido de resgate, cujo conteúdo divulgaremos ao público. Embora alguns dispositivos em nossa rede tenham sido encriptados, nossos backups estão intactos. Já restabelecemos a segurança de nossa infraestrutura de TI e começamos a restaurar nossos dados”.

publicidade

Na nota de resgate, o hacker (ou hackers) afirma que baixou cópias completas do código-fonte de Cyberpunk 2077, da versão atual de The Witcher 3, de uma versão não lançada do mesmo jogo e de Gwent, jogo de cartas baseado na franquia The Witcher. Também afirma ter cópias de documentos internos da CD Projekt relacionados à administração, departamentos financeiro e jurídico, recursos humanos, relações com investidores e mais.

O invasor afirma que se a empresa não entrar em contato em 48 horas, o código-fonte será vendido ou publicado online, e os documentos serão entregues a “nossos contatos no jornalismo de games”. Como consequência “sua imagem pública irá pelo ralo ainda mais e as pessoas verão como sua companhia de m* funciona. Investidores vão perder confiança em sua companhia, e as ações irão se desvalorizar ainda mais”.

CD Projekt é hackeada, mas não negociará com invasores

Apesar da ameaça, a CD Projekt afirmou que não negociará com o invasor, mesmo sabendo que isto poderá resultar na divulgação de seus documentos internos. A empresa também afirma que o conjunto de dados vazados não contém informações pessoais de seus jogadores, nem dos usuários de seus serviços.

publicidade
Imagem do jogo 'Cyberpunk 2077', desenvolvido pela empresa CD Projekt Red
Bugs tiraram o brilho do lançamento de ‘Cyberpunk 2077’. Crédito: CD Projekt Red/Divulgação

Os últimos meses tem sido difíceis para a CD Projekt. Seu mais recente jogo, Cyberpunk 2077, teve o melhor dia de lançamento na história dos jogos para PC. Entretanto, os inúmeros bugs e problemas de desempenho, em praticamente todas as plataformas, levaram a empresa a oferecer reembolso aos jogadores desapontados e fizeram com que o jogo fosse removido da PlayStation Store.

Como consequência, as ações da CD Projekt caíram quase 20% no início de dezembro, e ela está sendo processada por investidores, que alegam que a empresa escondeu o real estado do jogo, o que lhes causou prejuízo financeiro. Por fim, um estudo da plataforma GitHyp mostra que o jogo já perdeu quase 80% de sua base de jogadores em um mês.

Na primeira semana de dezembro ele quebrou o recorde de mais jogadores ativos na Steam para um jogo single-player, com quase um milhão de usuários. No início de janeiro, o número tinha picos ocasionais de 130 mil usuários.

Fonte: MSN