EnglishPortugueseSpanish

O Nubank, pioneiro no mercado de banco digital, anunciou que abriu inscrições para o programa “Nós Codamos”, um recrutamento para negros que desejem integrar a equipe de engenharia de software da empresa. Os interessados devem se inscrever até o dia 12 de fevereiro.

A iniciativa do banco gerou muita repercussão pois, há alguns meses, a cofundadora Cristina Junqueira foi fortemente criticada nas redes sociais por uma declaração apontada como racista. A empresária participou em outubro do programa “Roda Viva” e foi questionada sobre medidas para inclusão dos negros na empresa. Na resposta ela afirmou que “não dá para nivelar por baixo”, entre outras frases que causaram revolta.

publicidade

Logo após a repercussão da fala, o Nubank reconheceu o erro e pediu desculpas. Um mês após do acontecido, a empresa anunciou medidas para combater o racismo estrutural no Brasil e o programa de recrutamento para negros, “Nós Codamos”, faz parte desta iniciativa.

O programa terá início no dia 5 de março e os inscritos devem participar de reuniões a fim de conhecer o universo da engenharia de software do Nubank para depois realizar um teste. Os aprovados farão uma avaliação técnica na fase seguinte.

O Nubank é conhecido por oferecer programas de inclusão de mulheres, como o “Yes she codes”, que já teve duas edições.

A cofundadora do banco digital, que foi acusada de racismo, declarou que pretende acelerar a inclusão de negros na empresa e lamentou que a população negra ainda seja sub-representada no campo da tecnologia.

publicidade

O Nubank informou também que recebeu mais de 21 mil inscrições de pessoas autodeclaradas pretas e pardas para vagas de emprego nos últimos 3 meses. Dessas pessoas, mais de 900 já foram chamadas para fase de entrevistas durante os processos seletivos, de acordo com o banco.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!