EnglishPortugueseSpanish

A Disney decidiu fechar a Blue Sky Studios, antiga divisão de animação da 20th Century Fox, responsável por animações de sucesso, como a franquia “A Era do Gelo” e os filmes “Rio”, “Robôs” e “Touro Ferdinando”. A decisão era esperada, já que a Disney mantém outros dois estúdios sob seu guarda-chuva, a Walt Disney Animation Studios e a Pixar, que são mais lucrativos que a Blue Sky. 

No entanto, esperava-se que a decisão fosse demorar mais para ser sacramentada, mas a pandemia do novo coronavírus, que acabou por fechar parques e manter navios da Disney ancorados, passou a ser inviável para a empresa do Mickey manter um terceiro estúdio de animação. 

publicidade

Ainda não há uma data prevista para ser o último dia de existência da Blue Sky, até o momento, o que se sabe apenas é que o estúdio localizado em Greenwich, no estado americano de Connecticut, será fechado em abril e que a Disney pretende absorver parte dos 450 funcionários para seus outros estúdios. 

Produções da Blue Sky foram paralisadas

Todo o acervo e os direitos dos filmes produzidos pela Blue Sky continuarão nas mãos da Disney, com uma série baseada nos personagens de “A Era do Gelo” sendo desenvolvida para o Disney+. Porém, o longa “Nimona”, de Patrick Osborne, que seria a próxima aposta do estúdio, teve sua produção paralisada e não se sabe se saíra do papel. 

O último filme produzido pela antiga divisão de animação da Fox foi “Um Espião Animal”, de 2019. O longa, que contou com as vozes de Will Smith e Tom Holland, foi distribuído pela Disney e arrecadou US$ 171,6 milhões de dólares (cerca de R$ 923 na cotação atual) em bilheteria pelo mundo. Antes da decisão do fechamento do estúdio, a intenção é de que a trama se transformasse em uma franquia. 

Via: Deadline 

publicidade

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!