EnglishPortugueseSpanish

Na terça-feira (9), a divisão indiana da Redmi, de propriedade da Xiaomi, revelou algumas informações sobre o Redmi Note 10. Eis que nesta quarta-feira (10), a empresa anunciou que os aparelhos chegam ao mercado em 10 de março.  

Em um teaser revelado, a empresa sugeriu que o foco dos novos dispositivos é a câmera. Considerando que o Redmi Note 9 Pro 5G usava um sensor principal de 108 MP, é possível que um ou mais modelos da nova linha possuam a mesma câmera.  

publicidade

Vale lembrar que, segundo informações recentes, a empresa deve lançar pelo menos três modelos da nova linha: Redmi Note 10 4G, Redmi Note 10 Pro 4G e Redmi Note 10 Pro 5G.  

Em relação ao preço dos novos modelos, apesar de não se ter qualquer confirmação, há alguns rumores vindos de pessoas ligadas ao assunto. Segundo informações, o preço será bastante competitivo para tentar competir com a Realme, que é bastante forte na Índia.  

Outra informação considera o preço do Redmi K40 – carro-chefe da empresa no país -, que conta com uma câmera de 100 MP. Por lá, ele é vendido por cerca de US$ 300 (R$ 1.613 em conversão direta). A linha Note é conhecida por ser mais barata, por isso, pode ser que isso se repita nos novos aparelhos.  

publicidade

Xiaomi além da linha Redmi Note 10

A Xiaomi apresentou seu mais novo celular conceito, um telefone com tela quádrupla em cascata, o que significa que o aparelho da fabricante chinesa terá curvaturas de 88 graus nos lados esquerdo e direito e também nas partes inferior e superior, deixando o aparelho sem botões ou portas de entrada.  

O dispositivo, que ainda não recebeu um nome, não possui exatamente uma tela infinita, mas um truque em que os cantos da tela são deixados em branco, com pequenos recortes nas laterais. 

Aparelho não possui qualquer botão ou porta de entrada. Foto: Xiaomi/Divulgação

Segundo a marca, a nova tela é resultado de “incontáveis avanços na tecnologia de dobra e laminação de vidro”, sendo necessários os registros de 46 patentes inovadoras para isto.  

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a apresentação do novo conceito da Xiaomi foi feita por meio de renderizações, sem uma exibição pessoal. Entretanto, um representante da marca contou ao portal americano The Verge que protótipos do telefone já foram produzidos e usados por executivos da companhia, que aprovaram o resultado. 

Via: GizChina