Categoras: Vídeos

Vazamento expõe 100 milhões de contas de celular, inclusive de Bolsonaro

O dfdr lab, da empresa de cibersegurança PSafe, relatou o vazamento de um banco de dados na deep web com registros de mais de 100 milhões de contas de celular.

Ao investigar o caso, a empresa conseguiu entrar em contato com o cibercriminoso. Segundo ele, as informações foram extraídas das bases das operadoras Vivo e Claro.

A PSafe não confirma se os dados partiram diretamente dessas empresas, mas assegura que as informações são de grandes operadoras de telefonia do Brasil.

O vazamento inclui número de celular, nome completo do assinante da linha e endereço de usuários.

Para provar à PSafe que os dados são reais, o cibercriminoso chegou a divulgar informações do presidente Jair Bolsonaro e dos apresentadores William Bonner e Fátima Bernardes.

Os dados vazados estão sendo comercializados na deep web por US$ 1 por registro. A PSafe conseguiu identificar a carteira de bitcoin do cibercriminoso e informou que já notificou as autoridades.

A ANPD, que é a Autoridade Nacional de Proteção de Dados, comunicou que já está apurando o vazamento.

Esta post foi modificado pela última vez em 11 de fevereiro de 2021 21:47

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Acsa Gomes