EnglishPortugueseSpanish

Um documento oficial do governo do estado de Karnataka, no sul da Índia, reforçou os rumores sobre a construção de uma fábrica da Tesla no país. A nota, que descreve os destaques do orçamento da Índia, afirma – sem dar detalhes – que “a empresa norte-americana Tesla abrirá uma unidade de fabricação de carros elétricos em Karnataka”.

No mês passado, a montadora incorporou a Energy Private Limited, uma empresa indiana de Bengaluru, capital do estado de Karnataka. Em uma publicação no Twitter, o governador do estado, B.S. Yediyurappa, disse que a Tesla iniciaria suas operações na Índia com uma unidade de P&D em Bengaluru. O post foi apagado posteriormente.

publicidade

Elon Musk tuitou várias vezes sobre o interesse da empresa em expandir suas operações na Índia. Em dezembro, o CEO da Tesla confirmou que a montadora se lançará no país em 2021. O primeiro modelo a ser lançado no país será o Model 3, o mais barato, com preços a partir de 5,5 milhões de rúpias indianas (ou US$ 74.739).

Há anos a Índia vem se esforçando para reduzir sua dependência do petróleo e seus níveis a poluição, mas a falta de investimento e infraestrutura vem minando a promoção de veículos elétricos. O primeiro-ministro Narendra Modi tem reforçado a sua ambição de eletrificar, até 2031, a frota do país que, em 2017, tornou-se o quarto maior produtor de carros do planeta.

Elon Musk, CEO da Tesla, e Narendra Modi, primeiro ministro da Índia, em uma visita do governante à uma fábrica da montadora em 2015. Imagem: Twitter/Reprodução

Para impulsionar esse crescimento, o país planeja oferecer US$ 4,6 bilhões em incentivos para empresas montarem fábricas de baterias avançadas, de acordo com a Reuters. A Índia é o segundo maior país em população, com 1,39 bilhão de pessoas, mas apenas o quinto em consumo de automóveis, atrás da China, Estados Unidos, União Europeia e Japão.

O setor automotivo do país asiático foi profundamente afetado pela pandemia, e viu suas vendas caírem a zero em abril, mas continua chamando investimentos por ser um dos que mais cresceram nos últimos anos. No ano passado, a Hyundai lançou seu primeiro veículo elétrico na Índia, o Hyundai Kona Electric. Na época, a empresa elogiou o país por “inaugurar uma nova era com mobilidade limpa e conectada”.

publicidade

A Hyundai era na época a segunda empresa a vender carros elétricos na Índia, depois da rival local Mahindra. Desde então, a Tata e a MG Motor também lançaram seus próprios veículos no país, assim como o Mercedes-Benz da Daimler.

Via: Reuters