EnglishPortugueseSpanish

O PIX, sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central agora também poderá ser usado por usuários do Sem Parar, para pagamento da fatura e de recarga dos planos pré-pagos. O pagamento pode ser feito em qualquer dia, incluindo domingos e feriados, com possibilidade de liberação imediata dos serviços. 

A empresa é a primeira do setor de meios automáticos de pagamento a incorporar a plataforma digital em sua operação. A novidade faz parte da estratégia do Sem Parar de ampliar seu portfólio de serviços que beneficiem seu público.

publicidade

O Sem Parar também é pioneiro no Brasil a oferecer ambas funcionalidades com o pagamento digital. A partir de agora, os clientes pré-pago poderão efetuar o pagamento da fatura com mais facilidade e rapidez. A segunda possibilidade é a recarga dos planos oferecidos pela empresa que são pré-pagos, que antes só poderia ser feita via cartão de crédito. 

cartão de crédito
Recarga dos planos oferecidos pelo Sem Parar era feita somente via cartão de crédito. Imagem: Teerasak Ladnongkhun/Shutterstock

“Assim como o Sem Parar, a tecnologia do PIX representa agilidade, fluidez e segurança. Somos imparáveis e respiramos inovação. Nossa equipe de Produtos e User Experience está sempre atenta a novas possibilidades que beneficiem os clientes Sem Parar. Por isso, sermos a primeira empresa do segmento a oferecer o que há de mais novo no mercado e que atenda a real necessidade do nosso público é extremamente importante para nós”, ressalta a diretora de Produtos e UX do Sem Parar, Daniela Guillén.

Funcionamento do PIX

Anunciado no início de 2020, o PIX começou a operar oficialmente em 16 de novembro do mesmo ano. A ferramenta funciona 24 horas por dia e diminui para 10 segundos o tempo de liquidação de pagamentos entre estabelecimentos com conta em instituições financeiras diferentes. A transação pode ser feita por meio de QR Code ou pelas chaves cadastradas.

As chaves do PIX funcionam como o endereço da conta de um usuário no novo sistema de pagamentos e podem conter informações de quatro categorias de diferentes: o CPF ou CNPJ do usuário; seu endereço de e-mail; seu número de telefone celular ou uma chave aleatória gerada pelo sistema caso o usuário queira cadastrar-se, mas não deseja disponibilizar um dos dados citados.

publicidade

Saiba mais sobre como transferir dinheiro usando o PIX neste tutorial que o Olhar Digital preparou.

Via: TI Inside