EnglishPortugueseSpanish

Legislação sul-coreana impede herdeiro da Samsung de trabalhar em empresa

Redação 18 de fevereiro de 2021

Há um mês, Lee Jae-yong, vice-presidente e líder a frente da Samsung, foi condenado por fornecer 8,68 bilhões de wons sul-coreanos, algo em torno de R$ 41,8 milhões, em subornos.

Além de ainda estar cumprindo, conforme a legislação do país asiático, há uma proibição que afeta diretamente casos como o do ex-executivo da Samsung, impedindo que ele seja empregado pelo conglomerado durante cinco anos após cumprimento de pena.

publicidade

Para complicar um pouco a situação, os promotores podem recorrer da sentença nesse meio tempo, já que o pedido feito pela acusação foi de nove anos de prisão para o herdeiro da Samsung.