EnglishPortugueseSpanish

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), diagnosticados com Covid-19 que não necessitarem de internação hospitalar devem cumprir o isolamento em casa para evitar a propagação do novo coronavírus. Em muitos casos, isso significa dividir o espaço com não infectados, já que uma grande parcela das pessoas vive em ambientes compartilhados — com familiares, cônjuges, filhos ou amigos.

Em um cenário ideal, o infectado deveria ter um espaço para se isolar do restante dos moradores — dentro ou fora de casa. A realidade, porém, é que muitos dividem espaços comuns do imóvel e, em alguns casos, até o próprio quarto.

publicidade

Por isso, os cuidados devem ser redobrados para que o infectado não contamine os demais moradores. Isso inclui usar máscaras, higienizar os ambientes e manter os cômodos bem arejados, entre outras medidas.

Para auxiliar quem está nessa situação — seja como infectado ou sob o mesmo teto de alguém diagnosticado com Covid-19 —, algumas dicas podem ajudar. Veja, a seguir, quatro sugestões de como agir nesses casos.

Isolamento

Pessoa isolada por conta da Covid-19
Contaminado deve manter-se isolado dos demais moradores. Foto: LucaLorenzelli/iStock

O ideal é que ninguém entre no quarto do indivíduo infectado. Quem for diagnosticado com Covid-19 deve fazer as refeições lá sozinho. Além disso, é importante que ele tenha um lixo próprio com tampa para descarte de lenços, máscaras, luvas e outros objetos. Se for realmente necessário entrar no quarto do doente, é preciso usar máscaras e luvas descartáveis.

Em casos de quartos compartilhados, é recomendável manter pelo menos dois metros de distância entre as camas. Também pode-se usar um lençol ou cobertor para fazer uma espécie de “cortina hospitalar” e aumentar a proteção. Se a cama for compartilhada, é preciso que alguém durma na posição invertida (com a cabeça no lado dos pés da cama).

publicidade

Circulação do ar

Janela aberta
Janelas de todos os ambientes devem ficar sempre abertas. Foto: yulkapopkova/iStock

Outro ponto essencial é fazer o ar da casa circular. É importante que a porta do enfermo esteja sempre fechada e as janelas do quarto sejam mantidas abertas.

Aliás, quanto mais janelas abertas nos cômodos, melhor. Isso fará que os aerossóis formados pelas partículas expelidas pelo indivíduo doente sejam dispersados.

Higiene do banheiro

Pessoa limpando o banheiro por conta da Covid-19
Indivíduo diagnosticado com Covid-19 deve limpar todas as superfícies em que tocar. Foto: chameleonseye/iStock

É recomendável não compartilhar o banheiro com o infectado. Se isso não for possível, é melhor que ele seja o último a utilizar o espaço. Ele também deve ser responsável por fazer a limpeza de todas as superfícies em que tocar.

Se precisar usar o banheiro logo após o contaminado com Covid-19, é aconselhável esperar o máximo de tempo possível. Também não se deve compartilhar objetos com ele. Ou seja, ele deve usar toalha própria, ter um sabonete individual e outros objetos de uso exclusivo.

Limpeza geral

Louça sendo lavada
Louças e roupas sujas de enfermos devem ser manuseadas com luvas. Foto: VSargues/iStock

Assim como os objetos de higiene pessoal, o contaminado deve usar talheres, copos e pratos exclusivos. Se for necessário lavar a louça dele, os outros moradores devem usar luvas e lavar bem as mãos após o processo.

O uso das luvas também deve ser adotado ao manusear as roupas sujas do doente, que nunca devem ser sacudidas. Inclusive, é recomendável lavar as vestimentas em água quente e secá-las em secadora, se possível. Ao fim do processo — bem como em qualquer ação que exija contato com o infectado de forma direta ou indireta — deve-se lavar bem as mãos.

Via: BBC