EnglishPortugueseSpanish

Cerca de 84% dos executivos financeiros não pretendem manter o bitcoin como um ativo financeiro. É o que indica pesquisa realizada pelo Gartner neste mês com 77 executivos (incluindo 50 CFOs).

Alexander Bant, chefe de Pesquisa da Prática de Finanças do Gartner, afirmou que a volatilidade da moeda representa um alto risco financeiro na visão dos entrevistados na pesquisa. “Seria extremamente difícil mitigar o tipo de oscilação de preço visto na criptomoeda nos últimos cinco anos”, afirmou.

publicidade

Recentemente o bitcoin quebrou recordes com um salto de 2,6%, atingindo supreendentemente uma capitalização de mercado de US$ 1 trilhão. Um dos principais motivos pela alta da moeda são os sinais de aceitação que estão partindo de grandes empresas e investidores, como Tesla, Mastercard e BNY Mellon.

Porém, a aceitação da criptomoeda como forma de pagamento ainda caminha lenta e para 38% dos CFOs entrevistados pelo Gartner, isso pode ser um problema.

Bitcon é a criptomoeda mais valiosa atualmente. Imagem: Volodymyr Shtun/Shutterstock

“Existem muitas questões não resolvidas quando se trata do uso de bitcoin como um ativo corporativo”, declarou Bant. “É improvável que a adoção aumente rapidamente até que tenhamos mais clareza sobre esses desafios”.

Os executivos ainda apontaram problemas como aversão ao risco do conselho (39%), preocupações regulatórias (32%) e falta de experiência com criptomoedas (30%). Cerca de 71% dos pesquisados também disseram que gostariam de entender o que os outros estão fazendo com a moeda digital. 

publicidade

Segundo a pesquisa, 68% dos executivos relatam querer ouvir mais dos órgãos reguladores sobre o bitcoin. O que, para o especialista do Gartner, é algo comum já que os líderes financeiros não estão propensos a dar saltos especulativos em territórios desconhecidos, a fim de garantir a estabilidade financeira.

Apenas 16% dos entrevistados se mostram dispostos a adotar a criptomoeda como parte da estratégia financeira de sua empresa. Porém, desses que acreditam na moeda digital, apenas 5% disseram que começariam a adotá-la ainda este ano, enquanto 9% pretendem reter bitcoin a partir de 2024 e 1% pretende aderir a prática entre 2022 e 2023.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!