EnglishPortugueseSpanish

O PlayStation 5 (PS5) vendeu 5,21 milhões de unidades no mundo todo, gerando faturamento de US$ 2,6 bilhões (R$ 14,28 bilhões na conversão direta) à Sony, de acordo com análise feita pela Trading Platforms. Na mesma análise para a concorrência, o Xbox Series X, console da Microsoft, vendeu 3,51 milhões de unidades, com um faturamento primário de US$ 1,75 bilhão (R$ 9,61 bilhões). Os números correspondem ao período entre os lançamentos dos aparelhos – em novembro de 2020 – até 22 de fevereiro de 2021.

Pelo documento, ambos os consoles têm a maior parte das vendas na América do Norte, onde o PS5 vendeu 2,47 milhões de unidades, e o Xbox Series X marcando 1,98 milhão. Em seguida, vem a Europa, com 1,73 milhão (PS5) e 1,05 milhão, respectivamente.

publicidade
Gráfico mostra o desempenho do PlayStation 5 frente ao concorrente Xbox Series X: globalmente, análise de empresa mostra que a Sony leva vantagem. Gráfico: Trading Partners/Reprodução
Gráfico mostra o desempenho do PlayStation 5 frente ao concorrente Xbox Series X: globalmente, análise de empresa mostra que a Sony leva vantagem. Gráfico: Trading Partners/Reprodução

“De uma forma geral, as vendas dos dois consoles são um indicativo do impacto da pandemia do coronavírus no mercado de jogos”, disse a Trading Platforms UK. “Durante a pandemia, mais pessoas ficaram em casa graças a medidas de isolamento impostas no mundo inteiro. Isso fez dos jogos uma opção viável para a passagem do tempo. Evidentemente, ambos os consoles foram lançados quando a maior parte da Europa e América estavam em ‘lockdown’ devido a uma segunda onda da crise da Covid-19. Não está claro ainda como seriam as vendas em circunstâncias normais”.

O relatório também considera o fato de que, para ambas as plataformas, as vendas poderiam ser consideravelmente maiores, levando em conta que a pandemia também afetou as linhas de produção. A Sony vem sendo mais vocal quanto a isso, mas tanto o PlayStation 5 como o Xbox Series X vêm sofrendo de baixas de estoque, com a indisponibilidade de ambos os aparelhos dificultando as vendas.

Basicamente, há um volume bastante baixo de chips para criação de componentes, o que afeta a montagem de novos aparelhos e, consequentemente, menos unidades disponíveis nas lojas físicas e e-commerces.

Imagem mostra os controles do PlayStation 5, da Sony, e Xbox Series X, da Microsoft, alinhados lateralmente
Lançados com apenas uma semana de diferença, os consoles PlayStation 5 e Xbox Series X vêm mostrando bom desempenho em vendas. Imagem: Miguel Lagoa/Shutterstock

“Para a Sony, apesar de ela ter enfrentado uma série de atrasos em algumas regiões, a empresa conseguiu contornar essa pressão e atingir esse marco de vendas em sua história”, diz a Trading Platforms. Neste momento, as vendas gerais dos dois consoles será definida pelo fator de suprimentos e seu comportamento ao longo de 2021. Entretanto, apesar das restrições na cadeia de fornecimento, espera-se que os novos consoles superem o desempenho de seus predecessores”.

A percepção acima ecoa um discurso tomado pela Sony: em outubro do ano passado, quando ainda estava em pré-venda, o PlayStation 5 fez, em apenas 12 horas, o mesmo volume de vendas que o PlayStation 4 havia feito em 12 semanas.

Via: Trading Partners