EnglishPortugueseSpanish

Pessoas que se recuperaram de casos graves de Covid-19 podem desenvolver sintomas de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT). A conclusão é de um estudo feito por especialistas da ala psiquiátrica da Fondazione Policlinico Universitario Agostino Gemelli IRCCS, de Roma, na Itália, e publicado na revista Jama Psychiatry.

A pesquisa avaliou 381 pacientes tratados de Covid-19 e mostrou que aproximadamente um terço deles (30,2%) apresentaram sinais de delírio e agitação entre 30 e 120 dias depois de se recuperarem da doença. Além disso, alguns também tiveram outros sintomas, como episódios de depressão ou de hipomania condição associada ao transtorno bipolar tipo 2 e que pode ser desencadeada pelo uso excessivo de antidepressivos.

publicidade
Imagem simboliza o transtorno de estresse pós-traumático ao mostrar uma mulher deitada na cama com um olhar triste e distante
Sintomas de estresse pós-traumático e depressão atingem mais de 30% dos pacientes que se recuperaram de Covid-19. Imagem: Rawpixel.com/Shutterstock

Delfina Janiri, especialista do departamento psiquiátrico da instituição e líder do estudo, explica que epidemias anteriores de [outros] coronavírus foram associadas a diagnósticos de TEPT em estágios pós-doença. “As conclusões meta-analíticas indicam uma prevalência de 32,2%”, diz. A pesquisadora ressalta, porém, que resultados específicos da Covid-19 eram fragmentados.

Os pacientes foram avaliados de abril a outubro de 2020. Todos eram brancos, sendo 56,4% homens com idade média de 55 anos, e deram entrada em prontos-socorros controlados pela fundação. Do total de atendidos, 309 foram hospitalizados por um período médio de 18,4 dias, diagnosticados como casos severos de Covid-19.

Depois de recuperados, 115 participantes apresentaram manifestações consistentes com TEPT. Entre eles, 55,7% eram mulheres. Outros sintomas identificados incluem:

  • episódios depressivos: 17,3%;
  • Distúrbio de Ansiedade Generalizada (DAG): 7%;
  • episódios de hipomania: 0,7%;
  • distúrbios e eventos psicóticos: 0,2%.

Comparados a grupos com Covid-19, mas sem dificuldades neurológicas, pacientes com TEPT apresentaram três ou mais sintomas persistentes do novo coronavírus em relação aos que não tiveram o transtorno. Os pesquisadores ressaltam que os números estão alinhados com pesquisas que analisaram outros eventos traumáticos, como soldados que retornaram da guerra, bem como sobreviventes do Furacão Katrina, de 2005, e do terremoto e tsunami no Japão, em 2011.

O estudo ressalta, porém, que o volume de participantes é pequeno para que seja concluída uma relação de causa e efeito entre a Covid-19 e o TEPT. Isso porque foram avaliados apenas casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus e não houve um grupo de controle sem a doença.

Fonte: Jama Psychiatry