EnglishPortugueseSpanish

A Índia quer uma fábrica da Tesla em seu território, e está pronta para oferecer incentivos para garantir que o custo de produção da montadora seja menor do que na China. O país quer aumentar a fabricação local de veículos elétricos, baterias e outros componentes, para reduzir as caras importações e conter a poluição em suas principais cidades.

“Em vez de montar (os carros) na Índia, eles deveriam fazer todo o produto no país, contratando fornecedores locais. Então podemos dar concessões mais altas”, disse o ministro dos transportes, Nitin Gadkari, à Reuters, sem dar detalhes sobre quais incentivos seriam oferecidos.

publicidade
Elon Musk, CEO da Tesla, e Narendra Modi, primeiro ministro da Índia, em uma visita do governante à uma fábrica da montadora em 2015. Imagem: Twitter/Reprodução

No início do ano, a Tesla incorporou a Energy Private Limited, uma empresa indiana de Bengaluru, capital do estado de Karnataka. Um documento oficial do governo local reforçou os rumores sobre a construção de uma fábrica no país, descrevendo entre os destaques do orçamento que a montadora abriria “uma unidade de fabricação de carros elétricos em Karnataka”.

Fontes familiarizadas com o assunto disseram que a Tesla planeja começar importando e vendendo seu sedã elétrico Model 3 na Índia. “O governo garantirá que o custo de produção da Tesla seja o mais baixo em comparação com o mundo, até mesmo a China, quando começar a fabricar seus carros na Índia. Vamos garantir isso”, disse Gadkari.

Estação de recarga de carros elétricos em Nova Déli. Estas estação têm sido usadas por veículos da frota do governo. Imagem: Kain Kaushik/Shutterstock
Estação de recarga de carros elétricos em Nova Déli. Estas estação têm sido usadas por veículos da frota do governo. Imagem: Kain Kaushik/Shutterstock

Há anos a Índia vem se esforçando para reduzir sua dependência do petróleo e seus níveis a poluição, mas a falta de investimento e infraestrutura vem minando a promoção de veículos elétricos. O primeiro-ministro Narendra Modi tem reforçado a sua ambição de eletrificar, até 2031, a frota do país que, em 2017, tornou-se o quarto maior produtor de carros do planeta.

Para impulsionar esse crescimento, o país planeja oferecer US$ 4,6 bilhões em incentivos para empresas montarem fábricas de baterias avançadas, de acordo com a Reuters. A Índia é o segundo maior país em população, com 1,39 bilhão de pessoas, mas apenas o quinto em consumo de automóveis, atrás da China, Estados Unidos, União Europeia e Japão. Dos 2,4 milhões de carros vendidos no país no ano passado, apenas 5 mil eram elétricos.

Em contraste, a China, onde a Tesla já fabrica carros, vendeu 1,25 milhão de veículos elétricos, e foi responsável por mais de um terço das vendas globais da montadora comandada por Elon Musk.

Via: Reuters